Namorando um cara atraente

Tenho 24 anos e sinto mt falta de ter uma namorada

2020.10.24 04:43 desarte320 Tenho 24 anos e sinto mt falta de ter uma namorada

Então, tenho 24 anos e a realidade é que eu sou péssimo com mulher. Tipo, eu namorei no ensino médio, mas desde então só fiquei com algumas (poucas) pessoas e mesmos assim não cheguei nem a transar.
Me incomoda muito isso pq velhos vários amigos indo em dates ou namorando e eu mal consigo dar um match no Tinder. Obviamente a quarentena não te ajudado, tudo está bem mais difícil e agr a perspectiva de continuar sozinho aumentou mt.
Eu tenho alguns problemas de autoestima em razão da minha aparência. Sou baixinho, gordinho, mas de vdd não me acho feio. Pra ser bem honesto, eu acho meu rosto até bonito ho hahaha. O ponto real é que, msm sem a quarentena eu raramente fico com alguém, seja arranjando alguém virtualmente ou indo em festas.
Antes que perguntem, sim, eu adoro sair à noite, tenho mts amigos, vou à festas mas não consigo ficar com ngm. Eu admito que existe um misto entre eu ter medo de chegar em alguém, com o fato de eu ser ruim msm e tb de nao me acharem atraente. Honestamente, esse nem é o problema real, pois não sinto falta de sexo casual, sinto falta de ter alguém. Acabo me sentindo um pouco sozinho, e aturar essa quarentena sem ter perspectivas tá sendo foda.
Ironicamente, eu tenho uma carapaça bem cínica, cética e irônica, mas eu sou um cara bem romântico até. Eu me apaixono pelas meninas até hj, e nem é por questão de aparência, mas pela personalidade msm. Enfim, eu realmente tenho a impressão de que eu seria um bom namorado.
submitted by desarte320 to desabafos [link] [comments]


2020.10.21 02:52 spidertb96 Meninos verdadeiramente feios

Existe alguma forma de não se afundar na depressão e se matar??
Parece um castigo ser assim, hj em dia é tudo baseado em aparência. As pessoas mentem pra caralho, são hipócritas e não admitem a verdade, Mas basta olhar os seus conhecidos, redes sociais, sua janela e a realidade está gritando na nossa cara.
Agora a pouco vi uma postagem de uma garota q basicamente se sentiu atraída pela virgindade de um cara bonito e tá louca pra "resolver" o problema dele.
PORRA!!!! pra quem é bonito até o cara ser cabaço é atraente.
Daí vem gente "ah mas já vi mto feio namorando" DÚVIDO q era feio msm, só era um cara normal, sem nenhuma caracteristica mto especial, mas NORMAL. Quem realmente é feio não existe pra essa bosta de sociedade, é invisível.
E não venham com papo d academia, q já deu.
Quero pedir desculpa a todos, eu sou extremamente deprimido a anos e to em crise, então provavelmente estou descontando meu ódio nisso, mas eu precisava falar dessa merda de mundo atual.
submitted by spidertb96 to desabafos [link] [comments]


2020.10.09 04:51 PolyglotSam Apaixonado por um amigo; Talvez haja reciprocidade, mas o contexto é complexo

Isso também é um desabafo, pq ninguém quer me ouvir dizer, mas eu preciso falar.
Eu (19, M, Bi) sinto que eu estou preso, romanticamente preso. Já cheguei a fazer um post em outro sub, há exatos 1 ano, sobre essa mesma situação, e isso me fez ver q eu tô fudido.
Bom, começando do começo. Eu tenho um amigo, vamos chamar ele de Léo, e ano passado eu e ele estudamos juntos no terceirão. A princípio ele namorava uma menina, e isso me fez acreditar que era impossível existir qualquer lance entre a gente. No entanto, há um ano, eu descobri que ele não é hétero, apesar de estar em um relacionamento hétero, mas sim bi. Isso fez minha cabeça surtar com suposições e idealizações de um possível futuro junto dele. E isso não parou, nem por um momento, ao longo de um ano, mesmo sem convívio diário. Só consigo pensar nele quando eu penso em "amor". Eu me sinto feliz na risada dele. E 99% do tempo eu queria estar no abraço dele.
Ele ainda namora essa menina, que por sinal é bem legal. Por isso, eu me sinto culpado por ainda estar gostando dele. E assim, há algum tempo eu resolvi dizer pra ele como eu me sentia - mesmo sabendo q ele estava comprometido - a fim de tentar me sentir melhor, e ver se só assim eu conseguiria seguir em frente.
O ponto é, eu não quero seguir em frente e esquecer ele. Ele não é super bonito, mas é atraente pra mim. Eu gosto do jeito que ele é quieto, mas quando fala, acerta. Como ele escuta os papos que eu tenho pra falar. Como eu gosto de ouvir e falar o nome dele. Eu me sinto 200% culpado por gostar de uma pessoa que já tem um amor. Mas ainda sim, essa sensação me vicia, a sensação de querer alguém. De estar apaixonado.
Alguns detalhes são importantes: Quando conversei com ele, ele foi super compreensivo, me explicou que ele estava namorando e tudo aquilo, mas em nenhum momento ficou zangado/puto comigo. Eu resolvi perguntar pra ele se, caso não estivesse namorando, a gente rolaria, vulgo se ele tinha interesse em mim. E a resposta foi sim. Isso fez com que eu não desistisse daquela esperança, e, consequentemente, da gente.
Eu não desejo mal à ninguém, e é muito longe de mim desejar o fim do relacionamento alheio, então eu optei só por esperar. E, como é bem raro alguém aparecer na minha vida, fez sentido pra mim. O problema é que eu comecei a analisar que eu só tenho atração por alguém se eu estou apaixonado por ela. Isso impede que eu fique com pessoas aleatórias, pq pra mim não faz sentido. Ou seja, como eu gosto dele, eu acabo sendo o cara que fica sozinho, enquanto ele tá lá, com a namorada. Mas isso não tem nada a ver com ele, até porque eu não falei mais sobre gostar dele depois dessa ultima conversa na qual ele disse q a gente rolaria.
Agora, ele tacou gasolina na fogueira: Em um dia que estávamos jogando, ele flertou comigo, tipo, MESMO. Foi uma piada com conotação sexual direcionada a mim. Quando ouvi aquilo, eu entrei em um mini-pânico e não soube o que responder, mas acabei flertando de volta. Desde então minha mente cria histórias e cenários. E eu to feliz em cada um deles. Inclusive, tentando concretizar esses cenários eu escrevi um conto (muitas páginas, mais do que eu me orgulho em dizer) onde a gente realmente tá junto.
Eu só tô tão triste por estar sozinho, isso faz parecer que eu não mereço ser amado, e ter tudo aquilo que os outros têm. Isso me faz achar que nunca, mas nunca, vou ter alguém do meu lado. Cada chabce que eu podia ter na vida não deu certo por algum motivo. Eu to cansado de sonhar, de ter devaneios com saudade do que eu nunca tive. Eu só queria ele.
TL;DR: Me apaixonei pelo meu amigo bissexual que está num relacionamento hétero; mas que demonstrou ter interesse em mim, mostrando potencialmente um sentimento recíproco. Me invovi romanticamente com uma ideia de futuro e isso me fez ficar preso sozinho com meu coração estando nas mãos de outra pessoa. E, aparentemente, eu não quero seguir em frente.
Opiniões?
submitted by PolyglotSam to desabafos [link] [comments]


2020.10.09 03:59 PolyglotSam Apaixonado por um amigo; Talvez haja reciprocidade, mas o contexto é complexo

*Copiado de outro post meu em outro sub, mas é relevante aqui também.
Eu (19, M, Bi) sinto que eu estou preso, romanticamente preso. Já cheguei a fazer um post em outro sub, há exatos 1 ano, sobre essa mesma situação, e isso me fez ver q eu tô fudido.
Bom, começando do começo. Eu tenho um amigo, vamos chamar ele de Léo, e ano passado eu e ele estudamos juntos no terceirão. A princípio ele namorava uma menina, e isso me fez acreditar que era impossível existir qualquer lance entre a gente. No entanto, há um ano, eu descobri que ele não é hétero, apesar de estar em um relacionamento hétero, mas sim bi. Isso fez minha cabeça surtar com suposições e idealizações de um possível futuro junto dele. E isso não parou, nem por um momento, ao longo de um ano, mesmo sem convívio diário. Só consigo pensar nele quando eu penso em "amor". Eu me sinto feliz na risada dele. E 99% do tempo eu queria estar no abraço dele.
Ele ainda namora essa menina, que por sinal é bem legal. Por isso, eu me sinto culpado por ainda estar gostando dele. E assim, há algum tempo eu resolvi dizer pra ele como eu me sentia - mesmo sabendo q ele estava comprometido - a fim de tentar me sentir melhor, e ver se só assim eu conseguiria seguir em frente.
O ponto é, eu não quero seguir em frente e esquecer ele. Ele não é super bonito, mas é atraente pra mim. Eu gosto do jeito que ele é quieto, mas quando fala, acerta. Como ele escuta os papos que eu tenho pra falar. Como eu gosto de ouvir e falar o nome dele. Eu me sinto 200% culpado por gostar de uma pessoa que já tem um amor. Mas ainda sim, essa sensação me vicia, a sensação de querer alguém. De estar apaixonado.
Alguns detalhes são importantes: Quando conversei com ele, ele foi super compreensivo, me explicou que ele estava namorando e tudo aquilo, mas em nenhum momento ficou zangado/puto comigo. Eu resolvi perguntar pra ele se, caso não estivesse namorando, a gente rolaria, vulgo se ele tinha interesse em mim. E a resposta foi sim. Isso fez com que eu não desistisse daquela esperança, e, consequentemente, da gente.
Eu não desejo mal à ninguém, e é muito longe de mim desejar o fim do relacionamento alheio, então eu optei só por esperar. E, como é bem raro alguém aparecer na minha vida, fez sentido pra mim. O problema é que eu comecei a analisar que eu só tenho atração por alguém se eu estou apaixonado por ela. Isso impede que eu fique com pessoas aleatórias, pq pra mim não faz sentido. Ou seja, como eu gosto dele, eu acabo sendo o cara que fica sozinho, enquanto ele tá lá, com a namorada. Mas isso não tem nada a ver com ele, até porque eu não falei mais sobre gostar dele depois dessa ultima conversa na qual ele disse q a gente rolaria.
Agora, ele tacou gasolina na fogueira: Em um dia que estávamos jogando, ele flertou comigo, tipo, MESMO. Foi uma piada com conotação sexual direcionada a mim. Quando ouvi aquilo, eu entrei em um mini-pânico e não soube o que responder, mas acabei flertando de volta. Desde então minha mente cria histórias e cenários. E eu to feliz em cada um deles. Inclusive, tentando concretizar esses cenários eu escrevi um conto (muitas páginas, mais do que eu me orgulho em dizer) onde a gente realmente tá junto.
Eu só tô tão triste por estar sozinho, isso faz parecer que eu não mereço ser amado, e ter tudo aquilo que os outros têm. Isso me faz achar que nunca, mas nunca, vou ter alguém do meu lado. Cada chabce que eu podia ter na vida não deu certo por algum motivo. Eu to cansado de sonhar, de ter devaneios com saudade do que eu nunca tive. Eu só queria ele.
TL;DR: Me apaixonei pelo meu amigo bissexual que está num relacionamento hétero; mas que demonstrou ter interesse em mim, mostrando potencialmente um sentimento recíproco. Me invovi romanticamente com uma ideia de futuro e isso me fez ficar preso sozinho com meu coração estando nas mãos de outra pessoa. E, aparentemente, eu não quero seguir em frente.
Opiniões?
submitted by PolyglotSam to arco_iris [link] [comments]


2020.09.09 22:17 BanselSavant A maldição da demissexualidade

Edit: a "namorada" me chutou. A gente ia se encontrar na segunda, adiou, na semana que vem, agora nunca. Depois n querem meu psicológico fodido. Me dispensou pois pretende se mudar pro nordeste e facilitei isso com umas informações que n tinha. Sucesso pra ela, enquanto eu continuo na merda. Nada muda E a outra lá eu chutei. Sanguessuga malvada
Acho que é óbvio o paradoxo, mas quero discutir. Sim, por causa da pornografia, um monte de fetiches e invejas me surgiram, como pegar em festa, ou em público, ou em situações específicas, etc, mas n sei se conseguiria fazer de fato. Sou um fracasso na vida, logo na sexual também. Todo sexo q tive foi pagando e o que foi "na amizade" mesmo pagando foi o único q gostei, justamente pela amizade, pela conexão, pelo gostar da mina. Posso ficar duraço com uma mina que vejo na rua, mas obviamente n poderia chegar ou tentar algo. Essas histórinhas de rolar com desconhecidos deve ser meme ou com sortudo, como uma que a ex (diaba muito diaba) me contou. Conversaram um pouco na piscina do hotel e foram e fizeram no banheiro. Queria muito saber como ele convenceu ela a isso, como ela n se arrepende e tal (n q deva ter motivo de arrependimento. Quero q ela se exploda), como rola essa conexão. Parece q existe palavra mágica. Invejo esses caras q conseguem boquete aleatório de desconhecida, etc. Roteiro de pornô, mas da uma depre pq existe na realidade e queria q rolasse comigo. Diversas vezes fiquei atraído e seria tão massa se rolasse, sem machismo, sem estupro, sem forçação, sem mimimi, só tesão, dois corpos se pegando. Obviamente acho q n sou atraente. Sou estranho, alto, magrelo, desvio os olhos, etc. (Tou melhorando, mas longe de ser um garanhão) Mas convenhamos q muitos feios pegam, que muitas minas só querem o pau e tão nem aí se o cara é casado, santo ou bate na mãe. Muitas tem seu tesão e queria topar com uma que só rolasse e tal. Seria tão massa. Maaaaas eu conseguiria? O pau continuaria duro? Conseguiríamos um posição confortável? São tantas dúvidas e pensamentos q quase piro. Por outro lado, quero a minha gata, passear pelo corpo dela, endeusá-la, ajudá-la a sentir todo prazer possível. Eu sou romântico. Mas parece que romantismo afasta as mulheres. Qual o problema de meter até o talo sim, num banheiro sujo qualquer, mas com carinho? N gosto mesmo da ideia de objetificar, por mais q tenha meus fetiches de dominação. Dominação é objetificar? O que difere uma mina que gosta de ser chamada de puta do cara que chama ela de puta? Ela é um lixo? Ele é um lixo machista? Acho que notaram q tenho dúvidas sobre pessoas em geral. Gostaria de entender, como lidar com as pessoas, como reconhecer que uma mina tá a fim... É meme aquela história (isso é exemplo) do caminhoneiro que mostrou o pau pra filha do dono do posto de gasolina, incentivou ela a entrar na cabine do caminhão, tocar nele, chupar ele, ele depois mandar ela se limpar e n dizer nada a ninguém e ainda ela ainda ter gostado de tudo isso? N que eu queira mostrar o pau por ai, mas já vi tanta história de cara exibicionista que despertou tesão na mina e comeu ela. Ou é tudo meme? Ou acontece mesmo, principalmente nesses interiores de fazenda, região rural e menos urbana ("menos civilizada")? Pessoal, são dúvidas sinceras. Meio que tou namorando agora e tou sem saber lidar com ela. N gooooosto dela, mas n quero perder ela. Eu sei que pareço um canalha que vai usar ela e depois abandonar, mas realmente n quero isso. Se for para deixar ela, ela vai continuar virgem, pq n vou me aproveitar. Já cometi uns erros na vida e minha disciplina está intacta, meu senso de moral engrossou. N é divertido machucar coração. N é divertido fazer mal a alguém. Mas já vi tanta história de casais q de comum acordo desvirginaram, mas n ficaram naquela de ficarem juntos para sempre. Já vi tanta história de nego q comeu e abandonou e a mina continua a vida como se nada tivesse acontecido, n sente raiva dele e tal. Deliberadamente eu casaria sem hesitar com umas meninas específicas, mas n essa "namorada". Moramos perto, mas ainda n nos vimos pessoalmente. Quando acontecer, vou poder estourar ela de beijos (devo, por palavra dela), mas nem pensar muito em algo sexual. Okay dela n daaar no primeiro encontro. Compreensível, mas em algum momento vai rolar. Acho q sinto um medo de ficar preso a ela. Sou muito sentimental e sabem a ex diaba q citei? Diaba pq ela casou e ainda me contata. E ela é de outro estado e nunca nos vimos pessoalmente. Ela me persegue, acho q esperando q eu mande ela tomar no cu e bloqueie. Mas n sou de fazer isso. Tenho raiva dela, mas se eu externar, meu coração q vai sentir e n vou ter um piripaque por causa dela. Mas é notável q ainda sou um pouco preso a ela. N no sentido amoroso ou sexual (quero que ela se exploda²), mas n consigo levantar o dedo para dar fim de vez a esse contato. Sinto q eu perderia algo. Sabem a história dela com o cara na piscina? Consegui arrancar dela indagando sobre tesão feminino, oq no homem atrai a mulher e tal, pois já que ela é mulher experiente e eu preciso de respostas, resolvi tentar aprender um pouco, tirar algum proveito dela, depois dela brincar tanto comigo. Gente, o que eu faço? Tou certo em algo? Tou errado em algo? Em q? Oq faço? N quero machucar ninguém e com essa postura acabei bem machucado pelos anos ae (antes e depois de eu ter cometido os uns erros que citei)
submitted by BanselSavant to sexualidade [link] [comments]


2020.08.31 02:36 HedgehogFriendly Me ajudem a confortar a dor que sinto

Olá a todos!
Tudo começou quando entrei na universidade em 2018. Lembro que o coordenador do curso me perguntou se eu queria ter aula até quinta feira (1° período é bem fácil em engenharia), obviamente que concordei. Jamais pensei que passaria por um dos maiores sofrimentos da minha vida. Lá estava ela, uma menina linda, juro que tentei, mas não consegui controlar meus sentimentos e logo estava apaixonado por ela. A respeito de mim, sou extremamente tímido, sofro de ansiedade,depressão, não tenho amigos e também sofro de solidão. Por várias vezes tentei estabelecer um contato visual com essa menina, mas sempre com cautela pois sei que não sou nem um pouco atraente e ela nunca me deu atenção, ela sabia que eu gostava dela ou pelo menos acho que sabia. Foi assim durante toda a cadeira de física I, quando eu via ela ficava tão nervoso que ficava sem reação. Não era para ter cultivado isso, só sofri por tudo isso. Uma vez doeu muito em mim, tentei olhar para ela e de forma bastante fria ela me ignorou, foi uma das piores coisas que senti na minha vida, meu coração doeu. Mesmo assim, iludido, tentei fazer algo maluco e criei um Instagram com a minha foto (maior vergonha da minha vida) para tentar seguir ela, mas ela não me aceitou, eu tinha um total de 0 seguidores quando mandei a solicitação kkkkkkkkkk. Depois disso só tive contato com ela na última prova da disciplina, percebi que ela olhava para mim, mas, depois de tudo isso, não consegui olhar para ela (sofro de ansiedade). Nunca mais paguei uma cadeira com ela, mas a primeira vez que ela me viu na universidade depois desse acontecido, colocou um olhar para mim que não consegui identificar, não sei se ela estava com pena de mim ou vontade de chorar, mas era direcionado para mim. Ela me tratou muito mal, eu tinha sentimentos por ela e talvez isso tenha pesado na consciência dela. A segunda vez que ela me viu deu um sorriso para mim, talvez de vergonha alheia. Depois disso não olhou mais para mim. Em nenhuma dessas situações tive coragem de agir depois de tudo que já tinha sofrido, todas as rejeições. Eu continuei gostando dela, por mais que não conseguisse demonstrar. Na metade de 2019 o inferno aconteceu, vi ela namorando com outro cara e fiquei bastante triste, não aguentei e me abri para ela, ela se mostrou compreensiva, deu um sorriso para mim, mas, obviamente, ela já estava namorando. Meu mundo caiu, não por causa de uma rejeição, mas por causa da minha vida porque sou uma pessoa muito triste, desde sempre, nunca tive amigos, é o que eu mais quero para minha vida, ter amigos com quem conversar. Além disso, também sofro de ansiedade social, coloquei na minha cabeça que era uma pessoa normal e tentei mudar, mas foi um desastre, só me machucou. Eu estou muito triste agora neste período de pandemia pois não estou saindo de casa, estou muito para baixo, cada vez mais depressivo, queria desabafar. Minha depressão é algo mais profundo, minha vida não foi e não é fácil, a rejeição é um problema comum para mim porque fui rejeitado pela minha família biológica e sou filho adotivo e por esse motivo tenho tanto medo de ser rejeitado mais uma vez. Me perdoem a ortografia, estou muito ruim no momento.
submitted by HedgehogFriendly to desabafos [link] [comments]


2020.08.04 07:03 Vini_Skinhead Dificuldades

Vocês também sentem dificuldade em expressar oque sentem em palavras ?, Digo, quando alguém me pergunta, "oque você tem", "por que tá assim comigo", "oque você sente", bem, faz um tempo que eu tenho essas dificuldades, de me expressar, conseguir transmitir aquilo que eu sinto em palavras.
Tenho dificuldade em confiança, não consigo confiar nas pessoas, seja amigos ou namorada, eu simplesmente não consigo, vivo achando que todos estão contra mim, ou que estão me traindo, eu simplesmente tenho pra mim que não posso confiar em ninguém.
Dificuldades em relacionar é algo que eu tenho, mais especificamente em questões amorosas, eu estou """namorando""" com alguém que tem lá seus seguidores no Instagram, é uma pessoa muito bonita diga-se de passagem, vários caras chamam ela, ela curte algumas fotos também, mas ela me manda prints de suas conversas, que segundo ela, deixa no vácuo pra fala comigo.
Tenho dificuldade em prestar atenção, não consigo me concentrar 100% em algo, simplesmente não consigo, sou extremamente ansioso, não consigo parar quieto, sou assim desde criança, até quando escuto uma música calma, eu fico correndo de um lado para o outro...
Sinto também uma raiva descomunal de tudo, eu olho a minha volta, olho meu ambiente, minha cidade, eu só consigo sentir ódio daqui, ódio das pessoas, e uma profunda vontade de fazer merda. Isso está me cansando....
Sinto muita preguiça também, não consigo fazer nada por completo, eu quero, eu desejo, mas não consigo, prefiro sempre ficar na minha, e não terminar oque eu faço, pois também acho que tudo que coloco a mão fica ruim...
Minha auto estima não existe, sério, eu não consigo me achar bonito, não consigo gostar de nada em mim, e me sinto burro, inútil e insuficiente, ao ponto de me afastar das pessoas, porque eu sempre acho que sou alguém incoveniente. Não me acho interessante, não me acho atraente, odeio meu corpo magro, odeio meu rosto, pele, o jeito que eu ando, meu sotaque, eu simplesmente odeio tudo em mim.
submitted by Vini_Skinhead to desabafos [link] [comments]


2020.01.03 16:41 miouga_h Terminei meu relacionamento de 9 anos

Tenho 29 anos e já faz 6 meses q terminei um relacionamento de 9 anos. Sempre fui mto insegura e sofri bullying qnd era adolescente, então minha autoestima sempre foi mto baixa. Nunca tive amigos de vdd, e minha família é mto fechada e me deram uma educação mto rígida (por isso tenho mta dificuldade em expressar meus sentimentos e guardo p mim). Esse meu jeito passivo de ser atraiu mtas pessoas que se aproveitaram de mim em diversos aspectos.
E não foi mto diferente qnd comecei a namorar pela primeira vez. Ao msm tempo q eu fiquei mto feliz, sentia q algo não estava certo. Ele tbm era mto inseguro, mas ele demonstrava isso sendo extremamente tóxico. Ele tinha ciúmes de caras q fiquei no passado, não deixava eu usar certas roupas, não deixava eu passar esmalte vermelho pq dizia q era coisa de prostituta, dizia q eu nunca iria achar alguém melhor q ele, ele pedia dinheiro emprestado q eu tinha guardado na poupança pq ele tava sempre desempregado ou sem dinheiro, e dps nunca devolvia... enfim, teve outros tipos de abuso, inclusive sexual, mas não falo sobre isso c ngm.
Hj eu me sinto mto culpada por ter deixado isso acontecer cmg pq sei q isso aconteceu pq eu deixei. Enquanto namorava não percebia q estava em um relacionamento tóxico, pois ele nunca me bateu ou algo do tipo, e tivemos sim mtos momentos maravilhosos. E eu era tão alienada e burra q achava q td relacionamento era como o meu. Era sempre um ciclo de mto "amor", e dps mto ódio. A gnt terminava por qlqr coisa, pelo menos umas 3 vezes por ano, mas a carência batia mto forte e eu sempre pedia p voltar. Em 2017 ele foi morar em outro país p juntar uma grana, com o objetivo de casar, mas lá ele nunca parava em emprego nenhum e não conseguia guardar dinheiro, e ele só me ligava p reclamar dos colegas de trabalho e q não ganhava bem. Eu já tava ficando de saco cheio.
Enfim, em 2019 e dps de 2 anos de namoro a distancia, eu me mudei de cidade pra fazer uma segunda faculdade. Nesse tempo sozinha e conhecendo pessoas diferentes, finalmente percebi q meu relacionamento era tóxico. Terminei à distância e de forma mto incisiva, pq a gnt já tava tão acostumado a terminar q se eu não cortasse contato com ele a gnt nunca terminaria. E na hr fiquei arrasada, mas mto aliviada. Só q eu fui ficando cada vez mais triste e triste e tive crises de choro por dias seguidos. Fui fazer terapia, mas não ta ajudando tanto. Eu to me sentindo cada vez mais perdida pq dps de tanto tempo namorando, não sei quem eu sou de vdd. Tentei fazer amizade por apps e só fiquei no vácuo. Tds os meus colegas namoram, são casados com filhos, e eu não consigo fazer amizades. Minha família me ajuda mto financeiramente e sou mto grata por isso, mas na parte de apoio emocional é terrivel. O meu ex me isolou de td e de tds. To tentando me recompor sozinha, pq sei q sou a única responsável pela minha felicidade. Mas sinto q o mundo e a sociedade estão cada vez mais individualistas e é mto mais difícil ter laços fortes com as pessoas. Além disso ainda tenho mto medo de entrar em relacionamentos, mas até me arrisquei. Saí em festas com colegas, mas sinto q estou velha e q não sou mais atraente. Além disso, como sou mto introvertida, meus assuntos são meio limitados e não sou uma companhia mto divertida p sair. Além disso, esse ano de 2020 faço 30 anos e estou entrando em uma crise, pq não conquistei nada do que imaginava. Estou solteira, fazendo faculdade ainda, sem filhos. Não tenho amigos, crushes, nada msm. Já pensei em suicídio, mas não tenho coragem. Desculpa o texto gigante, mas precisava desabafar.
submitted by miouga_h to desabafos [link] [comments]


2019.10.14 04:24 atthegatesofdawn Não sei mais flertar/conversar

Nos últimos meses eu (H, 20) cheguei a conclusão que não sei mais conversar com mulheres que estou afim. Eu estava num bar a uns tempos atrás, reconheci uma ex colega do ensino médio. Ela me convidou para fumar um cigarro na rua e eu fui, tentei parecer natural enquanto conversávamos, porém eu já estava visivelmente tímido e nervoso, ela deu muito a entender que queria ficar comigo e foi aí que eu quebrei. Eu não sabia o que fazer! Eu podia ter simplesmente beijado ela e ficaria tudo certo! Fiquei em silêncio e ela também, até que ela ficou brava e saiu... Eu fico revivendo isso na minha mente e pensando em todas as coisas que eu podia ter feito, era tão simples, e sei lá, fico me sentindo um merda por isso.
Eu me acho atraente. Porém isso não vale de nada quando você não sabe o que falar.
Outro caso foi com outra pessoa que conhecia da escola, dessa vez ela me chamou no Instagram, comentou um status meu, falando sobre a música que eu tinha compartilhado, era bem óbvio que ela queria conversar. Porém eu achei que ela tinha mandado a mensagem para a pessoa errada(!!!!!?????????) Atualmente ela está namorando e não quero ser pau no cu de atrapalhar o namoro de alguém.
Enfim, isso acontece sempre com mulheres, quando tô falando com algum cara que conheci recentemente posso até parecer um pouco tímido, mas a maioria das vezes não...
Eu sempre tive um pouco desse problema com mulheres mas quando era mais novo eu sabia com agir. Esse problema se agravou muito depois do meu primeiro namoro, porém ele já terminou há faz anos, e, por mais que tenha sido horrível para a minha auto estima, eu me sinto errado por fazer essa ligação entre as duas coisas, é como se eu tivesse botando a culpa dos meus problemas atuais minha ex namorada.
Desculpa pelo texto longo, obrigado se você leu até aqui. =),
submitted by atthegatesofdawn to desabafos [link] [comments]