Como saber se um cara gosta de você

Conheço as entranhas do Flamengo e tenho más notícias para os rubro negros

2020.11.19 22:04 vozdetrombone Conheço as entranhas do Flamengo e tenho más notícias para os rubro negros

Oi pessoal, criei essa throwaway para tentar expelir um pouco da merda que ando vendo já que o Twitter anda tóxico demais, farei o máximo para não me identificar aqui e no melhor cenário possível informar a galera para eu ver se conseguimos evitar que o clube seja o próximo Cruzeiro, na pior das hipóteses to criando uma nova copypasta para você usarem por aí. Lá vem texto imenso.
Sou rubro negro demais, e é simplesmente por isso que não me contento com o tanto de merda que tá acontecendo nos bastidores do clube, inclusive comecei nessa de "whistleblower" dando algumas confirmações para certos jornalistas sobre o tanto de incompetência que rola. Não trabalho lá mas sei diretamente o que acontece no dia a dia do Ninho por estar associado a uma área complementar do futebol, acabo convivendo mais com grupinhos da Gávea, que (não é novidade) tá fervendo 100x mais que o Ninho.
Primeiro eu queria dizer que essas informações que saíram hoje de tarde são apenas a ponta do iceberg (matéria do Diogo Dantas, vídeo do Venê, matéria de esporte olímpico etc.), eu sei que parece roteiro de filme de Hollywood mas o Marcos Braz (chapa A) tá completamente pirado na soberba, essa eleição dele é só uma consequência disso, em 2019 com a vinda do JJ ele basicamente comprou uma briga faraônica com a chapa B que tem VÁRIOS membros influentes na direção, e não só ele humilhou completamente os contrários mas inclusive ganhou respeito com todos lá dentro, em 2020 basicamente deram carta branca para ele fazer o que quiser sem nenhum freio, tudo para acomodar os caprichos do JJ e tentar fazer ele permanecer, acontece que o Portuga já não tinha planos de continuar no Brasil após o fim do contrato, ele sempre quis retornar à Portugal, ele é super apegado com os amigos/família, nem a comissão dos portugueses acreditavam naquele papo dele que ele só iria para os 6 grandes da Europa, porque não achavam que esse mercado estava a aberto para ele, inclusive eles amavam o Brasil pelo nível de amadorismo que os competidores nacionais do Flamengo apresentavam, não era impossível chegar na glória e a vida aqui deles era ótima, eles não eram putanheiros de viver em noitada mas adoravam as festas cariocas quando tinha alguma folga, ou seja, glórias no trabalho e no lazer.
Inclusive vários ficaram putos com o JJ, porque o plano inicial era cumprir o contrato para tentar retornar à Portugal, e com a renovação (que para eles foi uma grata surpresa) vários fizeram planos para permanecer só para ter tudo posto por água abaixo quando ele mudou de ideia, e sim foi apenas isso. O Marcos Braz na sua soberba absurda vendeu um plano gigantesco pro JJ, diga-se de passagem, muito além do que o Flamengo pode suportar financeiramente. Aquele contrato até 2021 era apenas a primeira etapa, depois disso o Braz tava querendo fazer um império pro portuga comandar a partir da segunda gestão Landim que seria baseado na ideia da hegemonia, as contratações desse ano para melhorar o elenco pelos valores que elas foram fizeram muito parte disso, ele prometeu coisas absurdas tipo ter três times de jogadores nível AAA, tipo um para cada competição, e pra demonstrar esse poderio ele fazia assim com o JJ: "Me fala um jogador que tu gostaria de ver no elenco", daí o portuga engatava em vários nomes de jogadores europeus que ele gostava, o Braz falava que isso seria mais a frente, nessa primeira gestão do Landim teria que ser nomes brasileiros, o JJ dizia uns nomes avulso e o Braz com carta branca de todos (mas não aprovação) negociava valores absurdos só para ostentar pro JJ que eles tinham dinheiro para esse projeto de longo prazo, ou vocês acham que é normal pagar 7,5 MI euros por Michael e 7 pelo LP? O primeiro até estava sendo competido e isso elevou os valores mais que o esperado, mas o Léo Pereira foi algo ridículo, porque todos já sabiam da saída do Mari e pagaram isso tudo no LP não por ser um bom jogador, mas sim para pensarem "Se estão pagando 7MI de euros nesse substituto do Mari é porque ele é melhor ou igual ao Mari, se for pior com certeza tem outros 7 reservados para contratar outro", meu amigo, vocês só veem os jogos desse cara, se vissem os treinos dele e do Michael estariam descabelados, são típicos jogadores que funcionam apenas em certos times que tem um nível de pressão e expectativas menores, inclusive o clube nem chegou a pagar por eles ainda e já é consenso entre muita gente ao entorno do clube que eles nunca vão se encaixar no Flamengo, porque eles ainda jogam melhor do que treinam.
E eu não sei se vocês sabem, mas o JJ em si adora jogadores merdas, os torcedores do Benfica devem estar se descabelando agora com o Gilberto que o JJ estava louco para trazer pro Flamengo, ele só não veio porque o Braz começou a perceber que o JJ estava mudando de ideia sobre ficar aqui no Brasil (muito por conta do isolamento que ele vivia aqui e falta de trabalho pela pandemia), e pasmem, ele só soube de fato alguns dias antes do JJ dizer para eles, já falavam em todos os lugares que estava tendo negociações com o Benfica mas o Braz amparado pelo resto da cúpula preferiu não acreditar. O próprio Mari não foi indicação do JJ apesar dele amparar, mas sim da comissão. O portuga adora essa ideia de transformar atletas para o seu potencial máximo, ele via muito isso no Michael, apesar de todo mundo ver agora que era fogo na palha, esse cara de todas as merdas que o Flamengo fez no mercado deve ser a melhor, ele é um jogador completamente ridículo, QUALQUER menino da base renderia mais do que o que ele anda rendendo no treino/jogo, ele não SABE fazer os treinos mais básicos, faz de má vontade, enfim, um fiasco total.
A contratação do Pedro Rocha é outro absurdo desse, o cara estava comprovadamente bichado depois do ano com o Cruzeiro, fizeram ele atuar machucado muitas vezes e ele basicamente tem um problema crônico, fodeu completamente o corpo, se o Flamengo for o último otário a pagar a putaria que ele recebe o próximo contrato desse cara vai ser na Serie B e olhe lá, não tem condições físicas de ser jogador de série A, esse ano ele deve ter feito uns 3 jogos e olha que é top5 mais bem pagos do elenco, é coisa de LOUCO.
Enfim, depois dessa novela do JJ vejam os sinais do que aconteceu, o capitão do time que acabou de ganhar tudo resolveu ir para a Grécia, o Rafinha é um cara sensacional, sem ele o Flamengo não teria ganho nada em 2019 mesmo com o JJ, ele era mais que o capitão sem faixa assim como o JJ e sua comissão era mais do que uma parte do futebol, o elenco do Flamengo sem ele é um totalmente time covarde, simples assim, não tem um lá dentro que bota a cara para falar com todos, ou a boca no trombone para falar de alguma merda quando tá rolando, falam que o Diego Alves e algo mais próximo dele mas não é nem perto, o DA inclusive ia muito na do Rafinha, raramente ele tinha a iniciativa. Tem sim um lance pessoal no meio da saída dele, mas o principal mesmo é que ele se viu completamente desmotivado com o rumo que o Braz tava fazendo o Flamengo tomar, inclusive ele achava um absurdo o clube ter trazido o Michael, ele era o único que pegava no pé diariamente do Michael para levar as coisas na seriedade mas não tinha jeito.
Inclusive ele só saiu mesmo por uma falta de tato do Braz, ele chamou o Marcos para um papo reto depois de saber que o Domenec poderia ser o treinador, porque ele sabia que a temporada não ia dar em nada, e ele como tá no fim da carreira não quer se dar o luxo de jogar temporadas vazias sem títulos só porque os cartolas não sabem nada de futebol, o Dome sabe MUITO de futebol, mas o Rafinha sabia que ele NUNCA seria um treinador do Flamengo, pelo menos não nesse início da carreira dele, o cara é extremamente teórico, é como se você colocasse um Doutorado em Construções cheio de artigos publicados para tocar uma obra de um arranha céu, e o Braz tava numa loucura de trazer treinador Europeu, como se fosse símbolo do sucesso (só para vocês verem como JJ ter vindo foi uma puta sorte inacreditável), essa discordância foi o princípio da saída do Rafinha, o Dome era 3ª ou 4ª opção e extremamente não recomendado, mas acabou vindo só para Marcos e o Spindel não voltarem de mãos abanando da Europa.
E é por isso também que o Rafinha adora futebol europeu e Champions, apesar dele parecer só da resenha, ele era o jogador mais profissional desse elenco, além de ser super pé no chão, por isso que ele logo achou estranho essa soberba do Braz em lidar com o clube, o cara esconde muito do que ele faz pro resto do conselho rubro negro, inclusive o próprio parceiro do Dept de Futebol, o Bruno Spindel, ou vocês realmente acham que o Bruno ia acordar uma renovação do o DA só para ser barrado pelo financeiro, o Tostes VP de Finanças é um dos que mais antagonizam o Braz atualmente, porque ele é o cara que tá vendo o dinheiro ir embora num ano de pandemia, esses balanços que tão saindo somente com 19-24M de prejuízo enganam muito porque ainda não entrou por exemplo entradas de Michael e LP, que juntos dão quase 100 M. DA é outro líder que vai vazar no fim do ano, o Tostes decidiu parar de vez com as loucuras do Braz e por isso que a renovação não saiu, o Spindel que negociou de fato os valores mas o Braz é extremamente próximo do Diego e já haviam acordado verbalmente com ele o que ia acontecer. Com o Hugo agora aparecendo então, tem tipo 1% de chance do Diego renovar sob o que ele tinha acordado com o Spindel.
Como eu havia dito, a eleição é só uma consequência da soberba, e o Dome literalmente só foi demitido por conta disso, se não fosse isso o Braz ia aguentar o catalão lá dentro até o Landim decidir demitir o Braz, o que nunca iria acontecer depois de 2019 e pelo Landim ser absurdamente fraco. Não é a toa que ele é chegado do BAP, se vocês acham que esse post é apenas um Marcos Braz é o problema, NÃO É ISSO, ele é de longe o mais capacitado lá dentro que caiu na soberba, se não fosse ele o Flamengo estaria com Renato Gaúcho depois do Abel ou até coisa pior, a chapa do BAP é absurdamente incapaz de lidar com futebol, do tipo de querer convencer o Zico para ser técnico do melhor elenco em muito tempo. E pra quem não acompanha o Flamengo não deve saber que o Braz já fez tudo isso que tá rolando agora só que mais espaçado, depois de ganhar em 2009 ficou na soberba e o ano de 2010 acabou (por outros fatores também), em 2012 tentou vereador mas não conseguiu, ele é o típico político populista razoavelmente competente (por isso se deu bem no futebol), o sonho dele é se criar nesse meio da política.
E o elenco, bom, não tá dividido nem nada assim (fora os dois zagueiros que chegaram, o resto do grupo tem zero confiança neles), esse time só é muito curioso porque são ótimos jogadores, mas cada um faz o seu sabe? Não tem nenhum tipo de unidade como um time, até porque a maioria desses jogadores mal tem 2 anos de clube, e os que estão lá a muito tempo não tem grande identificação com o Flamengo mesmo (do povo, da favela), é apenas isso, a falta de um líder, por isso que o time quando perde desaba de vez, não tem nenhum resquício de liderança ali dentro, e a falta da torcida potencializou isso demais. Ou vocês acham que um Filipe Luis, Rodrigo Caio, William Arão vão tocar o puteiro no ouvido de todo mundo no vestiário? Eles gostam muito do Flamengo, mas tão longe demais de entender a raça que a torcida gosta quando não há um líder e nem a torcida presente, os meninos da base tão mais próximos disso do que muitos experientes lá dentro tipo Diego Ribas e cia. Eu diria que com mais uns 3-4 anos de clube o Gerson seria esse cara, mas ele ainda é muito jovem e também cai fácil nessa pilha da arrogância e soberba, igual ao Rafinha não existe.
Essa temporada já era de fato, foderam completamente o departamento médico com nepotismo e indicação, Rodrigo Caio dificilmente volta esse ano por burrada da equipe e a zaga é de Série B, a tendência é das contusões aumentarem (e os times aprenderem que é só chegar que faz gol) porque a preparação física dos atletas é inexistente, ficaram parados com a COVID, não fizeram pré temporada e os 3 meses de Dome não teve um preparador competente. Com esse ritmo de jogos atuais e o gramado do Maracanã (tem nepotismo forte na equipe que tá gerindo esse campo) é até surpreendente não terem mais lesões graves, a do Thiago Maia é só início da conversa, prevejo que em Janeiro o time vai ser quase todo reserva, ou reserva do reserva. Engraçado que o Ceni veio porque a principio a situação era diferente do Cruzeiro, mas não é tanto assim, o Flamengo hoje é tipo aquela pessoa magra que só come bobagem e tá pra daqui há uns anos de descobrir que tá podre de saúde, pelo o que eu sei o Cruzeiro era bem mais exagerado que isso, mas em alguma temporada tiveram indícios desse comportamento do ano passado.
O clube não vai cruzeirar agora, nem ano que vem, e nem no próximo, mas os indícios começaram a surgir forte esse ano, é isso que eu tenho pra dizer a vocês (e isso é mais comum do que parece nos 12 grandes), essa temporada tá completamente perdida acreditem. O Rogério veio literalmente por hype da imprensa e apesar de ser líder tá totalmente fora do seu ambiente, nada contra o SP, mas estar no Flamengo é MUITO diferente, não tem um clube parecido no BR, é um clube bizarramente de massa com uma relação muito próxima com o povo, mas diferentemente do Corinthians com sua Fiel, é algo muito mais gladiadores no Coliseu se é que vocês me entendem, a torcida não quer ver o time ganhar, quer ver o time completamente mutilar desde o Bangu até o Liverpool custe o que custar e doa quem doer, não estou falando que isso é melhor ou pior que outros times, mas é a essência.
submitted by vozdetrombone to futebol [link] [comments]


2020.11.18 05:43 pop-sky-12 Me sinto amarrada num relacionamento que não quero mais.

Gente eu já desabafei sobre isso algumas vezes (não aqui) e tô quase me sentindo aquela pessoa chata que fica reclamando mas não resolve o problema. Mas não queria opinião de homem, pra ser sincera. Tenham paciência comigo eu tô sensível kkk
[ COMEÇO DO RESUMO]
Resumo: Eu e o meu namorado fomos o casal exemplar por uns 4 anos. Todo mundo dizia que a gente era perfeito e etc. Cursamos o mesmo curso na mesma faculdade, mesma turma. E meu namorado logo no segundo ano resolveu que não queria mais saber do curso, que a vida dele era horrível, que ele não tinha sucesso nenhum (mesmo tendo só 23 anos), que as pessoas não notavam ele...
Então quando ele queria trocar de curso e eu falei "tranca", ele brigou comigo e disse que eu era insensível com a situação e que esperava mais compreensão de mim. Na hora estávamos virando uma madrugada de véspera de entrega e eu tinha que fazer o trabalho E consolar ele.
Ele gosta de atenção (ascendente em leão, alguém?) e reclama quando ninguém da nossa turma liga pra ele. E se sente inseguro quando olham e fazem cara de que não gostam. E reclama disso, e como reclama! meu deus do céu...
No começo da pandemia ele surtou por causa da faculdade e eu recomendei que ele fosse atrás de um psicólogo pq eu já não tinha mais disposição, energia ou vontade de debater o mesmo assunto novamente. Pra surpresa de ninguém ele surtou pra cima de mim e nessa hora a bolha do amor fez POP e desde então eu estou absolutamente desencantada.
[FIM DO RESUMO]
Final de outubro, após não nos vermos desde o começo da pandemia, nos encontramos. Minha auto estima tá uma merda, desde que eu entrei na faculdade eu engordei e não consigo me aceitar, mas fui arrumadinha no limite das minhas energias.
Eis que ele me chega com uma touca aleatória de bichinho na cabeça pq tinha raspado o cabelo e não tinha gostado. Isso num calor de quase 30 graus. Eu nunca agradeci tanto estar de máscara pq eu dei aquela torcidinha na boca de desgosto.
Sei lá, a gente tem que ser adulto pra lidar com as consequências não? Eu mesma já tive o cabelo picotado por mto cabeleireiro ruim e botei a cara na rua pq fazer o q, o mundo não para né. E outra: ele tava absolutamente normal de cabelo raspado.
Passeio vai, passeio vem e eu só percebendo o quanto a situação toda tava me deixando desgostosa. Perguntava "e aí, vamos fazer o q?" e ele respondia "não sei, tô te seguindo kkkk". A gente andava e mesmo eu anunciando "vamos no lugar X" e ia na direção, ele trombava em mim pq não sei. Ele não presta atenção em duas coisas ao mesmo tempo, eu acho.
O ápice foi quando subimos a escada de uma loja e ele enfiou a mão por debaixo da minha saia e apertou a minha bunda do nada. Sem contexto. Sem nem um clima. O que me fez lembrar na hora de uma vez que estávamos trocando uns beijos na faculdade, lá no nosso quarto mês de namoro, e ele levantou a minha blusa e sutiã e eu tenho certeza que uma galera me viu pelada. E quando eu me escondi e briguei, tudo que eu ouvi foi um "desculpa" de alguém que parecia que ia chorar a qualquer momento só por eu estar me impondo.
Nessa hora eu só desisti do passeio que tava mais sem rumo que o meu futuro. Aproveitei q n botava a cara na rua fazia mais de oito meses e fui comprar algumas coisas que eu queria (já que qualquer lugar pra ele tava bom). E ainda bem que ameaçava chover e a gente se despediu e foi cada um para o seu rumo.
"ah mas ele deve ser FODA na cama, não?". Não. Quatro anos de relacionamento e nunca gozei com ele. Quatro anos e ele sempre quer só deitar na cama e eu que lute pra fazer tudo.
E eu tô exausta disso sabe?
Ele ficou de cama por mais de um ano quando a namorada anterior dele terminou. Sempre que eu tento debater todas essas coisas que me chateiam, ele ou chora ou me olha com cara de choro e pergunta "você acha mesmo que eu faço isso?" e eu me sinto cansada. Mas não quero na minha consciência saber que ele provavelmente vai ficar doente e eu vou ser a causa.
Tô cansada das mesmas coisas e de só eu buscar novas. Novos passeios. Novas coisas pra fazer. Novas posições. Novos lugares para visitarmos. Maneiras diferentes de demonstrar carinho. De ele sempre me apertar descaradamente na rua e falar "você é a maior gostosa" toda. Santa. Vez. Que. A. Gente. Sai. Bônus: ele não sabe pegar nos meus peitos sem me machucar e em mais de uma situação eu já tentei mostrar pra ele como é.
Tô cansada de me sentir com medo de sair desse relacionamento sem rumo. De tentar olhar pra ele e pensar "quais foram as qualidades que te atraíram nele?" e não conseguir pensar em nada pq desde o surto psicológico do começo da quarentena, só consigo ver defeitos.
Tô cansada de me sentir feia e velha (tenho 26 anos) para tentar algo novo. Mas hoje saí para uma entrevista de emprego e o entrevistador ficava sem graça sempre que eu sorria (mesmo com a máscara, mas eu tenho bochecha grande e acho que dava pra saber os momentos que eu tava sorrindo) e eu fiquei pensando "porra, talvez eu não tenha que ficar penando igual a uma coitada nessa vida não..."
Sempre fui a mais santinha das minhas amigas. Tenho zero experiência com outros caras. Nunca terminei antes. Na minha cabeça eu ia morrer com esse namorado e isso tava bom pra mim. Mas acho que a distância me fez ver que não, eu não tava feliz com isso. Eu só tava tolerando e até a tolerância acaba.
Mas eu me sinto perdida de tudo e nem sei mais o que pensar. Antes eu conseguia ficar quieta sobre isso mas agora tá cada vez mais frequente a minha necessidade de botar isso pra fora do peito.
Sempre ralei pra caramba. Não me importo de ir limpar banheiro se eu precisar de grana. Lutei muito pra entrar numa faculdade de qualidade. E ele tem tudo dos pais desde sempre. Mora a 15min da faculdade (e eu a 2h). Reclama de dormir "só" 7h por noite. E eu, antes da pandemia, dormia em média de 4h a 5h. Sexta feira quando eu ia pra casa dele, só conseguia dormir. E ele veio me chamar pra conversar pq "a gente sempre transou de sexta, a vida sexual é importante, não tô te entendendo, você não me deseja mais?" e eu só conseguia pensar que tinha magoado ele e expliquei que estava cansada. Hoje só consigo pensar "por NENHUM segundo passou pela cabeça dele que eu tava exausta por causa da minha rotina de filha da puta".
Ah, e tem mais essa. As coisas óbvias.
Eu tenho que explicar tudo. Inclusive que ele não pode comer de boca aberta em público.
Não tenho mais saco pra explicar. Será que existe homem que vem com o básico já instalado? Isso é de deixar qualquer uma doida (ai n digam q sou só eu pfvr). E ainda tenho que ouvir ele querer retrucar. "Pq n pode comer de boca aberta?". Não sei querido, a etiqueta diz que não pode.
Tô me sentindo uma adolescente sonhando com um cara que saiba essas coisas de preset e que não me faça sentir como se eu fosse uma mãe, tendo que explicar absolutamente tudo. Mas no fundo tenho medo e muito, muito cansaço. Me sinto imobilizada. E tem horas que só tenho vontade de deixar a maré me levar.
Obrigada por lerem essa Bíblia.
SITUAÇÃO BÔNUS E CRINGE SE VOCÊ TIVER SACO: normalmente minhas amigas choram quando eu conto essa história.
Uma vez depois de transarmos (mal), fui para o banheiro passar uma água no rosto. Ele mora com os pais mas ele tem um banheiro só pra ele. As toalhas todas tem cheiro estranho mas julgolava que era um combo de má ventilação com pouco sol.
Lavei o rosto e sequei na toalha de rosto. Ele entrou no banheiro e começou a lavar o pau na pia. Fiquei bem "ECA!" mas ele falou que era normal e que todo cara fazia isso. Depois ele pegou a toalha que eu tinha acabado de usar pra secar o rosto e continuou a limpar o pau nela.
Eu surtei. De verdade. Não só pq sou toda regrada na limpeza e cuidado do meu rosto. Mas também pq isso não se faz.
E tudo que ele foi capaz de falar foi "mas você põe o pau na boca" e "todo cara faz isso". Eu tive que LITERALMENTE explicar que existe um contexto pra eu botar o pau dele na boca e que ngm que vem na casa dele merece limpar o rosto e a mão na toalha mofada de pinto dele.
Minhas amigas que tem mtos amigos levantaram a pesquisa e até eles ficaram com nojo dessa situação.
Argh me dá vontade de morrer só de lembrar essa história. Me sinto uma idiota por não ter sacado tudo ali naquele momento.
submitted by pop-sky-12 to ClubeDaLuluzinha [link] [comments]


2020.11.16 11:45 dier1003 Como é ser mulher no Tinder: um (breve) relato

Usei por 3 meses até perder completamente a paciência.
De fato, é infinitamente mais fácil receber match sendo mulher, e se ela tiver uma aparência meramente mediana é mais fácil ainda. Falo de aparência porque, quer você seja homem ou mulher, é isso que vai fazer os matches chegarem em maior ou menor quantidade. Especialmente pq a maioria das mulheres E DOS HOMENS colocam uma bio ridícula, tipo o @ do Instagram ou uma frase bosta com "#elenao". Sim, caras do reddit, homens também botam essa hashtag, muito possivelmente pra atrair mulher. Por isso, no final das contas, tanto mulher quanto homem tem que dar o match com base na aparência (se é bonito ou parece ser gente boa etc.) na grande maioria das vezes.
Pronto, veio o match! Hora de conversar. Se vocês acham que mulher não fica no vácuo também, estão por fora. Ou às vezes o cara tá ali conversando ctg e, do nada, some (mesmo quando não é à base de resposta curta). Já teve vezes até de o cidadão marcar de sair comigo, data e local, e nunca mais falar nada. Mas isso é motivo pra eu vir na Internet e ficar reclamando que homem não presta, homem é superficial e hipócrita? Não, pq eu NÃO POSSO generalizar que todo um grupo de pessoas é assim por conta do comportamento de muitos em um mero aplicativo besta onde ninguém lá deve nada a ninguém.
Sim, mulher recebe tanto match que fica difícil manter a conversa com todos ao mesmo tempo e a gente acaba tendo que decidir quem vai ser a prioridade para investirmos mais. Você vai ficar se mordendo por causa disso? Acontece! Muito homem faz o mesmo, e no contexto de Tinder isso faz parte. Não gosta dessas situações, sai do app! Eu fiz exatamente isso, perdi a paciência após 3 meses.
Então você, homem, PARE de falar que "mulher é tudo superficial, mulher só liga pra aparência, ah eu vou chorar, que mundo injusto". A diferença entre homem e mulher, no Tinder, é que mulher recebe mais match. Você, mulher, PARE de falar que "homem nenhum presta, homem é tudo cafajeste, meu mundo caiu".
Gente ruim, superficial e besta existe em todo canto. Gente que tá lá só pelos matches para massager o ego e pra ganhar seguidor no Instagram, gente que se acha o último biscoito da dsg do pacote, tudo isso independe de ter um pinto ou uma vagina - homens e mulheres fazem isso. E não me venha com um "ah, mas tal gênero faz mais" pq você NÃO TEM como saber, nunca foi feito um levantamento quanto a isso. Você só sabe doq você vivenciou e doq seus amigos te contaram. Pelo o que eu vejo de amigos e pelo o que vivenciei, homem tende a ser mais superficial que mulher, mas pra muitos caras aqui no Reddit (digo pela puta quantidade de post crucificando mulher do tinder) a lógica é o contrário.
Temos que parar com essa "guerra dos sexos" pq não leva nada a ninguém, e, por favor, parem de ficar generalizando. Isso é tosco.
submitted by dier1003 to desabafos [link] [comments]


2020.11.12 07:28 Ashura_Mage Esse subreddit é algum tipo de máquina de ódio? (discurso)

Eu sou o tipo de cara que gosta da série por inteiro. Antes de vir aqui, eu não sabia que JPT, AJ e CC eram pra ser ruins e cara, como eu so lembrado disso. Eu acho que vocês claramente precisam de uma enorme quantidade de suspense e descrença. Essa parte do jogo é maluca? Essa parte do plot se baseia em sorte? Esse vilão não é o melhor vilão de todos os tempos e é só alguém que matou outro alguém? Caralho, GRANDE COISA.
Se você quer jogar algo super, vá ler Agatha Christine ou alguma outra coisa. Se você não aceita que um evento não poderia acontecer com uma pitada de sorte, e se você só aceita planos de assassinatos que funcionam em 100% das ocasiões, então as tramas seriam muito rasas e limitadas. O criminoso fez um erro que só foi achado depois na investigação? Mano, quem poderia saber que a polícia não tem conhecimento infinito.
E finalmente, sobre os vilões... Eu só acho que vocês pegaram a série errada. Pessoalmente, e também é o que os meus amigos fãs de AdP também acham, eu acho que você não pode esperar que esse jogo tenha assassinatos escritos perfeitamente, tão perfeitamente que funcionaria na vida real. Eu jogo esse jogo pelos seus personagens únicos, seus assassinatos que só os loucos sabem como fazer, seus momentos humorísticos e etc. E eu acredito que alguém que não aceita que Advogados de Primeira É feito dessas coisas deveria só parar de jogar. Você odiou AJ e CC? Então eu acho que é hora de você parar de comprar os jogos antes que você fique bravo quando AdP7 sair, chapa.
O que eu quero dizer é: tudo bem se você não gostar de alguns jogos, mas toda vez que eu venho aqui eu tenho a impressão de que alguns de vocês não gostam nem de 1/3 da série. Porque CARALHOS você está numa comunidade de FÃ se você não consegue gostar dos jogos? Vocês deviam ir pra outro lugar. E de novo, esse post não é sobre "Se você não gostou, vaza", isso não é o que eu quero dizer. Eu mesmo não gosto de certas partes dos jogos. E as pessoas aqui provavelmente odeiam elas. Meu discurso é sobre como vocês não podem aceitar o que é Advogados de Primeira ou o que vai virar Advogados de Primeira. Sério, eu poderia mostrar umas merdas estúpidas nos seus casos favoritos e vocês não poderiam nem perceber o quão estúpido é, porque vocês ainda gostaram.
Então por favor, parem de odiar tudo que vocês não podem aceitar.
submitted by Ashura_Mage to AceAttorneyCirclejerk [link] [comments]


2020.11.09 17:53 Electronic_Address Acho que eu deveria parar de se preocupar com minha Ex (drogas e problemas psicológicos)

Faz tempo que quero escrever esse desabafo mas não encontro as palavras certas, sempre desisto de escrever no meio.
Alerta de que o texto pode ser grande.
Sim, eu ainda mantenho contato com a ex por vários motivos. A gente meio que se tornou melhores amigos, mas meio que só virtualmente já que nunca mais nos encontramos pessoalmente. A gente sempre troca segredos e confiamos um no outro. Na verdade eu nunca fui de se abrir pra ninguém, é mais da parte dela que ela me conta coisas "confidenciais", desde um relato que ela tinha perdido o vibrador até a experiência com drogas.
Quando eu comecei a namorar com ela percebi que ela era bem desequilibrada mentalmente (eu também era). A gente meio que tinha os mesmos problemas: Depressão, ansiedade, baixa alto estima, insegurança e por aí vai. Na TPM os sentimentos dela afloram ainda mais. Apesar de tudo isso nossa relação era saudável, nenhum dos 2 era ciumento, nem fazia chantagem emocional. A gente praticamente nunca se xingou. Na verdade a gente se ajudou a superar nossos problemas.
O término veio por pedido dela. Era difícil eu sair de casa pra qualquer coisa e a gente morava distante então a relação ficou complicada. Foi no ápice da pandemia do Covid-19 quando tudo estava em Lockdown e eu me neguei a sair pra encontrar ela (tem pessoas do grupo de risco na minha casa) daí ela terminou.
Não demorou pra ela arranjar outro cara mas esse "namoro" novo dela durou só 3 meses. Interpretei isso como uma extrema carência emocional que ela tem. Depois desse término dela ela me ligou bêbada de madrugada (eu sempre achei bem merda ela beber mesmo sendo menor de idade, e ela não bebia latinhas de cerveja, ela bebia LITROS de Vodka). Uma vez chamei atenção dela quanto a isso e ela disse " eu não bebo muito não, só bebo quando tô bem mal" e eu respondi "pior ainda".
A gente foi ficando mais próximo novamente (eu tinha parado de falar com ela por respeito ao novo relacionamento dela). Relatos de como ela se sentia inútil e de como ela queria morrer eram bem frequentes. Eu já tinha recomendado ela procurar um psicólogo, ela disse que ia falar com a mãe dela mas parece que isso não aconteceu. Não demorou muito pra ela vir com uns papo estranho de "já fumou maconha? Vou experimentar semana que vem".
De cara já fiquei bem preocupado com que tipos de pessoas ela ia usar, por que tenho muito medo de ela usar drogas com amigos homens e eles tentarem abusar dela (vocês sabem do que eu tô falando). Eu não falei "cuidado pra não abusarem de ti", eu só falei "cuidado com quem tu usa". Também falei pra ela ter cuidado pra não viciar. Eu sei que a chance de viciar em maconha é bem menor que a do álcool mas sabia também que devido ao emocional dela era bem mais sucetivel ela recorrer a droga como válvula de escape (assim como ela fazia com o álcool) e acabar se viciando.
Até aí pensei "tudo bem, ela vai usar com pessoas que ela confia". Também não acho maconha muito preocupante tendo em vista que tenho primos que usam de forma recreativa e eles não são viciados. Raramente recorrem a maconha pra se divertir e que eu saiba não usam outras drogas.
Depois de um tempo percebi que ela passou um dia inteiro sem me mandar mensagem. Achei bem estranho mas não chamei ela. De noite ela me mandou uns áudios bem estranhos que não dava pra entender nada. Ela falava bem baixinho e a fala dela tava toda enrolada era realmente impossível entender o que ela falava. Eu perguntei "o que?" E ela digitou "deixa pra lá" e sumiu.
No outro dia ela me disse que tinha experimentado o LSD e que ficou o dia todo sobre o efeito. Ela disse que tinha se sentido muito bem e que sorria de tudo no dia anterior mas que hj ela acordou se sentindo uma merda. Expliquei o funcionando do LSD e falei que devido a bomba de Seretonina que ela recebe ela acorda no outro dia se sentindo merda pois ela tá zerada de Seretonina.
A esse ponto eu já me preocupei um pouco, ela tava migrando pra outras drogas. Depois que eu expliquei sobre o LSD ela me prometeu que nunca mais usaria drogas. A mãe dela tava chegando de viagem então eu me senti aliviado pq eu acho que ela não usaria drogas em casa com a mãe lá.
Tudo começou a se normalizar e eu realmente achei que ela tinha largado as drogas, até chegar os dias recentes.
A gente tava tendo uma conversa normal até que eu notei que ela tava usando uma metadinha (famoso couple ou fotinhas combinado) que a gente usava bastante como foto de perfil quando a gente namorava. Perguntei bem despretensiosamente "hmmm tá apaixonadinha é? Usando metadinha" e ela me respondeu "não ele é só amigo" e me mandou um Print da conversa (que eu não pedi) que ela falava pra ele "usa essa foto aqui gay".
O que ela não se ligou, mas que foi a primeira coisa que eu reparei, mesmo antes das fotos foi o contexto da conversa. Dizia assim:
Amigo: tem mais chances de dar overdose Ela: tô ligada, deve ser bom Amigo: é Ela: pega, usa essa foto aqui gay
Eu falei: tão falando sobre dorgas 😳. Ela me respondeu "eita porraaaaaa". A gente conversou um pouco sobre e eu falei "cuidado".
Conversas sobre como ela se sente inútil e descartável se tornaram bem mais frequentes. Ela me contou até sobre a tentativa de suicídio dela. "Eu tentei me enforcar" - respondi "como?" - ela "com uma cordinha". Eu falei "tá doida porra? Se tu morrer eu vou ficar muito triste, tua mãe também." Eu sei que ela gosta muito de mim e da mãe, eu sempre tento fazer ela se sentir amada e querida quando ela fala que quer se matar ou quando ela se sente inútil e descartável.
Hoje eu mandei um bom dia e ela não me respondeu.
Quando deu meio dia, já quase uma hora ela me mandou um bom dia bem eufórico
"Bom diaaaaaaa Eu tô viva manoooooo Eu te amooooooo Eu tô vivaaaaaaaaa"
Ela me disse que tinha usado muita droga ontem. Me falou, falou e não explicou nada mas disse que ia me contar tudo (porra ela realmente confia em mim). Me disse que ainda tava mal e sumiu de novo.
Ela me disse que tinha usado 2 balas (ecstasy), LSD e "outros bagulhos lá". Ótimo era tudo que eu precisava: agora ela também tá no ecstasy e tá usando "outros bagulhos lá". EU NÃO SEI NEM MAIS QUE PORRA QUE ELA TÁ USANDO!!!
A situação tá ficando fora de controle. A gente já tinha marcado de se rever sábado. A gente vai tomar sorvete, como fazíamos antes. Mas lógico: ela cogitou a ideia de a gente fazer "outro tipo de rolê": dormir na casa dela, usar LSD e ficar loucão. Que ótimo, muito saudável! Nem precisei falar nada ela mesmo mudou de idéia e resolveu ir tomar sorvete mesmo.
Eu nem sei se eu quero mais ver ela. Ela se transformou numa pessoa muito diferente da pessoa que eu me apaixonei. Agora eu tenho que segurar as crises de depressão dela, principalmente depois que ela usa essas porcarias que é quando ela fica pior.
Porra é muita responsabilidade pra mim, ela completou 18 anos esse mês e eu vou fazer 17 ainda semana que vem. Eu sei que é contra as regras do grupo revelar a idade se eu for menor de idade mas isso é pra contextualizar de que de que isso é muito peso pras minhas costas.
Eu sei que eu deveria contar isso pra mãe dela mas como que eu vou falar isso???? Além disso se eu contar a confiança que ela tem comigo vai acabar completamente e isso pode ser ruim pro emocional e psicólogo dela.
Isso tá se tornando um fardo imenso. Toda vez que ela me fala que usou drogas eu me sinto muito merda. Vejo uma pessoa se afundar em depressão e drogas na minha frente e não faço nada. Eu tô simplesmente congelado de medo.
Isso tá me fazendo muito mal, as vezes dá vontade de chorar quando ela me fala essas coisas e eu penso em simplesmente cortar ela da minha vida por que o que era uma relação de amizade saudável entre ex namorados agora é algo que só me puxa pra baixo. Realmente é bem covarde e egoísta deixar ela assim pra trás mas é o que eu sempre fui, sempre fui um COVARDE fugindo dos problemas.
Além disso minha mãe anda falando muito em se mudar de cidade. Uma hora eu vou embora e minha ex não vai me ter mais aqui pra ajudar ela com as merdas que ela faz. Ela precisa saber o que faz sozinha.
Preciso ir cortando nosso laço pouco a pouco. Desaparecer gradualmente até que ela não perceba minha ida.
Se a gente não tivesse insistindo em continuar se falando depois do término isso não estaria acontecendo (não comigo) e eu iria se lembrar dela sempre como a pessoa mais incrível que eu conheci, mas agora... Agora todas as memórias bonitas que eu tinha sobre ela estão desaparecendo por que ela virou outra pessoa.
Obrigado a você que leu até aqui.
submitted by Electronic_Address to desabafos [link] [comments]


2020.11.09 16:00 kfcaio Queria ser cheiroso como uma mulher

Toda vez que eu pego metrô, especialmente de manhã, ao passar por mulheres vindo em minha direção, sinto um cheiro gostoso e único que vem como uma brisa, exalado de cada corpo feminino. Nesses momentos, experimento uma sensação de prazer misturado com satisfação, é como se cada um desses encontros fosse uma micro confirmação de que sou hétero.
Às vezes acontece de eu passar por um homem cheiroso, mas é diferente, o cheiro que sinto é muito mais simples, por mais caro que seja o perfume usado. O que quero dizer é que as mulheres exalam um cheiro complexo de limpeza completa. Imagino que elas usem bons cosméticos durante e após um banho caprichado.
Eu me preocupo com minha higiene pessoal, tomo banho antes de sair de casa, escovo os dentes, passo desodorante e borrifo um pouco de perfume. Mesmo assim, tenho certeza absoluta que ninguém passa por mim e pensa "uau, que cara cheiroso". Minha namorada diz que gosta do meu cheiro, mas penso que talvez ela se refira ao meu cheiro natural.
Gostaria de saber das mulheres e dos homens cheirosos, o que vocês fazem de diferente? Eu quero fazer o que for necessário para deixar minha marca por onde passo, mas, como disse anteriormente, sei que atingir esse objetivo vai além de usar um eau de parfum de quase mil reais.

OBS: eu costumo tomar um banho rápido, com sabonete barato, antes de sair de casa. O desodorante que eu uso atualmente é rexona e meu perfume é esse. Minhas roupas são majoritariamente escuras, lavo o cabelo dia sim, dia não.
submitted by kfcaio to desabafos [link] [comments]


2020.11.06 14:41 HuelandThrowaway Análise da eleição municipal de São José dos Campos, São Paulo

O post abaixo foi escrito por mim. Apesar de conter informações que podem revelar a minha identidade, só umas 10 pessoas poderiam saber quem escreveu com as informações dadas. Ele tem como objetivo informar as pessoas da cidade, então se conhecer alguém de SJC por favor compartilhe com essa pessoa. O meu posicionamento político vai ficar bem claro mais ao final do texto, mas sem spoilers.

Resumão de candidatos à prefeitura de São José dos Campos
By Eu.

Nessa eleição, temos 11 candidatos a prefeito. Como ninguém tem tempo para ver o que cada um propõe, estou fazendo esse resumo a quem quiser ler.
A análise a seguir foi feita por mim, baseada em conhecimentos prévios e nas entrevistas de cada candidato encontradas aqui: https://www.meon.com.bnoticias/rmvale/eleicoes-2020-confira-as-entrevistas-em-video-com-os-candidatos-a-prefeitura-de-sao-jose-dos-campos

Coronel Nikoluk, Partido Liberal (22)
Parece uma candidata decente. Direita tradicional focada em família, valores, gerar emprego e segurança pública.
Ela promete foco em saúde preventiva como um jeito de aumentar a eficiência da saúde pública.

Dr. Cury, Partido Socialista Brasileiro (40)
Ele promete zerar a fila de atendimento dos hospitais, mas não fala em como. A impressão que dá é que ele acha que "é só cobrar mais que acontece", mas também fala em dar vouchers a quem não for atendido em até 14 dias. Caralho mano, eu vivi pra ver partido socialista querer privatizar serviço público. De saúde ainda por cima. Hora de reiniciar a simulação porque já começou a bugar.
Na educação ele quer escola integral para todo mundo, para ensinar "tudo", seja lá o que isso for. Me cheira a mais gastos para pouco ganho, e a certeza de doutrinação. Talvez não no mandato do Cury, até porque não quero acusar ninguém, mas eventualmente será usado pra isso. Eu não confio no prefeito de 2024, até porque não sei quem vai ser.

Felício Ramuth, PSDB (45)
O atual prefeito.
Proposta de saúde: jogar dinheiro no problema. A primeira coisa de que ele se gaba é ter aumentado a verba, ao invés de falar em melhoria de resultados. Isso me faz pensar que não houve melhoria, e que o dinheiro foi jogado fora. Afinal, se houvesse melhoria é disso que ele estaria se gabando.
A ideia dele de gerar emprego também é torrar dinheiro. Dar dinheiro pra empresas que contratarem pessoas, e fazer a prefeitura contratar jovens de 16-19 anos desempregados.
Não é à toa que esse foi o prefeito que triplicou a dívida do município em um mandato só.
Também é o cara que criou a ponte mais inútil da história. Toda vez que eu passo perto tem entre zero e um carro na ponte, enquanto as outras faixas continuam tendo o trânsito de sempre. Foi um ano de construção de ponte, de faixas sendo interditadas para estacionar concreto, de semáforo mudando de lugar, tudo pra uma ponte que até o Felício está com vergonha de ter feito e nem mostra no horário eleitoral dele. E o mais importante: a ponte foi feita por uma empresa que está proibida de fazer obras para o governo federal devido a envolvimento em esquemas de corrupção.

João Bosco, Partido Comunista do Brasil (65)
Outro que acha que emprego = jogar o seu dinheiro na mão de todo mundo. Além disso ele quer atrair grandes empresas, o oposto do que os outros candidatos tem proposto de gerar emprego através de micro e pequenas empresas.

Luiz Carlos, Partido Trabalhista Cristão (36)
Fala em gastar "somente em obras necessárias" e define saúde e educação como prioridades.
Gostei quando ele falou em terminar obras paradas "porque a obra parada é a obra mais cara que existe". Falou certo, e diga-se de passagem que essa também tem sido uma das bandeiras do Bolsonaro a nível federal. Além disso ele quer que todas as obras tenham um seguro de término de obra, algo que até onde eu sei já é obrigatório em vários países desenvolvidos.
Ele quer a construção civil como carro-chefe da criação de empregos. Por um lado parece um bom plano já que esse é um setor que gera muitos empregos. Por outro, lembro de uma vez que eu conversei com um empresário do ramo e ele disse que "quando a economia vai mal a construção é o primeiro que sente e o último que se recupera", já que é preciso muito dinheiro e uma boa perspectiva de futuro para se construir algo. Nada pior que gastar centenas de milhares, ou milhões, em um prédio e ele ficar vazio pagando IPTU.
O candidato Luiz Carlos também quer investimentos em rede de esgoto e mobilidade urbana. Esgoto é uma questão clássica que ninguém quer investir porque não dá visibilidade ou voto. Mobilidade urbana é um chavão conhecido, mas eu gostei da proposta do candidato de fazer pesquisas para ver onde há mais demanda (algo que não é feito atualmente) para adequar a oferta de transporte público. Típico investimento barato que faz resultados perceptíveis.
No geral parece um candidato bom. Não ter nenhuma proposta absurda já é um diferencial, e ideias focadas em custo-eficiência são sempre bem vindas.

Marina Sassi, PSOL (50)
Inspirada pela morte da Marielle e pelo #Elenão, a Marina veio para acabar com as grandes empresas que controlam essa cidade. Parece sátira, mas não é.
Ela quer abrir novos concursos para 300 médicos e enfermeiros, sem explicar por que eles são necessários.
Também quer mais concurso para professores, para que os professores que são grupos de risco de covid não precisem dar aulas. Além disso ela quer diminuir o número de alunos por sala. Como? Contratando ainda mais professores. Antes tu tinha um professor com 40 alunos, agora vai ter o professor afastado (ainda recebendo é claro) e dois novos pras turmas de 20 alunos. Promoção da educação: Pague 3 leve 1!
"A iniciativa privada não tem como responder à demanda da maioria da população (por empregos)". Mano. Pensa numa cidade que todo mundo fica pendurado nas tetas do governo. Esse imposto vai vir de onde?
Além disso ela quer uma "renda básica solidária" com "só 1% do orçamento", ou seja, uns 30 milhões por ano. Para "acabar com a miséria de 17 mil pessoas". Ou seja, 147 reais por mês por miserável. Sem juízo de valor aqui, estou só fazendo a conta. Deixo a cada um que decida se isso é muito ou pouco.

Professor Agliberto, NOVO (30)
O criador do Parque Tecnológico e do Banco do Empreendedor, o Agliberto pretende cortar cargos de confiança, economizando cerca de 50 milhões por ano. Só essa medida, em só um mandato, corta uns 20-25% da dívida do município.
Além disso, ele quer criar o "cartão saúde" e o "cartão educação". Basicamente ao invés de ir pra rede pública tu se trata ou estuda na rede privada e joga a conta pra prefeitura. Também conhecido como terceirização, especialização ou programa de voucher, é uma ideia liberal antiga que sempre deu certo onde foi utilizada. A prefeitura vai gastar menos pra dar um atendimento melhor.

Raquel de Paula, Partido Socialista dos Trabalhadores Unificado (16)
A vice-presidente do sindicato dos correios.
"Chega da burguesia decidir o rumo da vida daqueles que constróem a riqueza"
A candidata está triste que existe saúde privada, e ela quer estatizar a saúde e o transporte público. Não, não é sátira. Ela também quer acabar com a terceirização no serviço público.
Caralho. É a única candidata até agora que não quer um papel da iniciativa privada, por mais secundário que seja, na retomada dos empregos. Vou dar uma dica aqui: TODOS os empregos, 100% deles, vem da iniciativa privada. Ou por serem empregos privados, ou por serem funcionários públicos mantidos por impostos da iniciativa privada. Quem não entende isso não merece nem o voto da própria mãe.

Renata Paiva, Partido Social Democrata (55)
Outra candidata que promete zerar a fila do atendimento na saúde, porém com a estratégia de contratar mais médicos e fazer mutirões. Ela quer um hospital para velhos, um para mulheres, um para jovens, um para deficientes, etc. E além disso quer especialistas mais próximos da população, ou seja, tacar um oncologista em cada bairro mesmo se não houver demanda. Haja vontade de contratar um monte de médico pra não fazer nada.
A proposta boa da candidata é focar no ensino técnico acoplado ao ensino médio, pois realmente faltam cursos técnicos no Brasil

Senna, PSL (17)
Propostas: reduzir gastos, reduzir cargos comissionados e secretarias, criar colégios públicos militares, o "médico na praça" (projeto para mandar carretas com médicos e equipamentos a locais públicos para desafogar os hospitais), auditar todos os contratos da saúde, e abrir o mercado de transporte para a concorrência.
Todas são propostas boas. Só tem um probleminha: é o Senna.
Senta que lá vem a história. Estava lá eu, membro fundador do Vem Pra Rua de São José dos Campos, em uma manifestação do Vem Pra Rua, quando vejo um homem e uma mulher com cara de políticos gravando uma live no nosso evento. Até aí nada de errado, todos são bem vindos. Por pura curiosidade chamei o homem de lado para perguntar quem eram, e ele ficou agressivo. Começou com aquela "por quê, a gente não pode? É ou não é pra vir pra rua?", colocando palavras na minha boca para tentar arrumar briga. Depois de desescalar a situação, eu perguntei para outra fundadora do VPR quem era "aquela mulher com o segurança agressivo", e ela riu. "Aquele 'segurança' lá é o Senna, ele só gruda na Letícia Aguiar porque quer ser prefeito. Ignora e só não deixa eles subirem no carro de som."
Na semana seguinte houve uma manifestação, se não me engano do Movimento Conservador, e lá estava uma faixa "Chupa Senna", bem alto no carro de som. Perguntei para um dos organizadores o motivo da faixa, e imaginem a minha (falta de) surpresa quando falaram que o Senna havia se juntado abertamente à ala antiBolsonaro do PSL.
E agora o ser tenta juntar a sua imagem à do Bolsonaro para virar prefeito.
As propostas do candidato são boas? São. Mas o candidato em si é apenas um aproveitador, que se junta a quem estiver por cima conforme a conveniência. O tipo de pessoa que puxa briga com aliados naturais só para chamar atenção não serve para a carreira política.
Se o Senna implementar qualquer proposta, se é que vai tentar, será mal feita para se adequar a demandas da oposição, ou largada pela metade quando não for mais conveniente. Senna prefeito trará nada além de uma má fama a ideias boas, e aí ficaremos décadas sem elas.
Eu, que em 2013 já gritava "Bolsonaro presidente 2014", e fiz parte de três movimentos liberais antes
de vir para o Vem Pra Rua, voto no PT antes de votar no Senna.

Wagner Balieiro, PT (13)
Promete: retomar o crescimento, até aí normal. Reduzir a tarifa do tranporte público, o que é estranho já que o último prefeito do PT a aumentou na primeira semana. E criar uma "moeda comunitária", ou seja, sair dando dinheiro de graça.
Ah, e a parte de reduzir tarifa de transporte? Ele que fazer isso na base do subsídio. Ou seja, você não vai pagar 5 reais de passagem. Vai pagar 3 de passagem e 2 de imposto. Muito melhor né?

Ranking final:
1º lugar Agliberto (30). O melhor candidato, de longe. Agliberto traz ideias novas por aqui porém que já funcionam ao redor do mundo, vai cortar gastos desnecessários, e tem respeito pelo seu dinheiro.
2º lugar Coronel Nikoluk (22). Candidata conservadora clássica, com foco nas funções essenciais do Estado e sem querer inventar moda.
3º lugar Luiz Carlos (36). Outra opção sólida, que fala sem enrolar e quer fazer o que precisa ser feito, nada mais e nada menos.
4º lugar Dr. Cury (40). Vivi pra ver socialista defender privatização da saúde. Só isso. Mas a escola integral ele pode enfiar no cu.
5º lugar Voto Nulo (69). Todo mundo sabe que o voto nulo é infinitamente superior ao voto em branco, mesmo depois que a urna eletrônica nos privou dos melhores candidatos do partido nulo.
6º lugar Voto Em Branco. É tipo o voto nulo, mas com menos criatividade e mais racismo.
7º lugar João Bosco (65). Um torrador de dinheiro sem nenhum diferencial notável.
8º lugar Renata Paiva (55). A candidata de quem acha que a prefeitura tem dinheiro infinito e só não resolve os problemas porque não quer.
9º lugar Felício Ramuth (45). Se ele não tivesse triplicado a dívida do município estaria bem mais alto na lista, mas tendo visto um governo dele ninguém quer um segundo.
10º lugar Marina Sassi (50). Típico caso de pessoa que quer acabar com a pobreza sem criar riqueza. A história mostra que isso não dá certo, muito menos para os pobres que ela afirma defender.
11º lugar Wagner Balieiro (13). Petista fazendo petisse, vai jogar o custo das coisas de você pra você mesmo e tentar se pintar de bonzinho durante o processo. E todo mundo se lembra do último prefeito do PT, aquele que foi impeachado.
12º lugar Raquel de Paula (16). Acha que a iniciativa privada não serve pra nada, todo mundo é incompetente menos a prefeita que se acha deusa.
13º lugar Meteoro Esmagador Destruindo a Terra. Por que às vezes a destruição mundial é o menor de dois males.
14º lugar Senna (17). O 14º colocado entre os 11 candidatos, merecidamente. Se um esquerdista faz merda a culpa é da esquerda, e se um oportunista fantasiado de direita liberal fizer merda vai sobrar pro resto da direita e dos liberais.

Quanto a vereadores, honestamente não importa muito. Tem todo um método do cálculo eleitoral, e no fim das contas a única coisa que importa é a legenda na qual você votou. Então mete o número do partido que você quer, ou escolhe um candidato que você gosta um pouco mais que os outros.
Pessoalmente vou votar no Bruno Wallace (30111), que se Deus quiser vai ser o vereador mais novo da história de SJC. O garoto tem 18 anos, faz parte do NOVO e do Vem Pra Rua, e o mais importante: tem as ideias certas de como levar a cidade pra frente.
submitted by HuelandThrowaway to brasilivre [link] [comments]


2020.11.05 03:45 Fiorajj PRECISAMOS SALVAR O GENSHIN! (DESABAFO) LEIA ATÉ O FIM!!!

Olá, você provavelmente não me conhece, nunca usei o reddit, costumo usar bastante a Twitch. Meu jogo principal é o League of Legends, sou Mestre lá, jogo há 8 anos. Como muitos que vieram para o Genshin de lá ou de outros jogos, estava em busca de paz. Precisava de um jogo que eu conseguisse sair desse ambiente hostil e competitivo que domina os jogos atualmente, causando estresse e ódio. Eu queria diversão, fazer amizades, fazer parte de uma comunidade, poder conversar sobre o jogo e descobrir coisas novas, explorar um mundo novo. Eu estava passando por um momento difícil, que não enxergava mais motivo pra existir, com toda essa situação com a pandemia e problemas pessoais, eu implorava por algo que me fizesse querer acordar e sair da cama. Pois então chegou o Genshin na minha vida. Como eu poderia descrever esse jogo? Usam muitas palavras por aí, concordo com algumas, Obra de Arte? Incrível? Cativante? sim, o jogo é tudo isso, mas é muito mais, esse jogo veio pra provar uma coisa, e eu vou falar mais pra frente. Vamos então focar no assunto principal que veio me fazer escrever esse texto como forma de desabafo, pois não aguentava mais esse sentimento dentro de mim.
GENSHIN IMPACT ESTÁ REALMENTE BOM?
Vamos lá, todos nós temos que concordar que a proposta do jogo é incrível, a história é cativante, o mundo é super legal, as mecânicas são extremamente interessantes, os baús, os mobs, os boss, o mundo em si, o sistema de elementos, tudo isso nos faz querer jogar por horas e horas todos os dias desde que o jogo lançou, e estamos viciados, eu inclusive teve um dia que joguei 25 horas seguidas. Viciados a ponto de querer gastar nesse jogo, que a princípio é free, afinal ninguém é obrigado a botar dinheiro, certo? então... aqui temos um ponto. Pra quem está jogando Genshin, sabe que passando do Rank de Aventura (AR) 30+, o jogo se torna meio repetitivo e frustrante. Pois nós queremos logar e jogar por horas e horas, evoluir nossos equipamentos, personagens, queremos explorar o mundo e ter desafios, nos juntar com nossos amigos e fazer o que quisermos. Aí que está o problema. Depois do fim das quests, do fim dos baús do mapa, e do uso da resina diária, NÃO TEM ABSOLUTAMENTE NADA PRA FAZER. Vamos falar de números, pra quem acha que o jogo é justo? Vamos.
XP. Fiz um cálculo bem simples de quanto de XP precisa pra upar um nível de um personagem 70+.
XP Necessário do nível 70 ao 71 = 138175. Se você não tiver resina pra upar, você vai ter que matar mobs/boss no mapa. Cada boss/mob em média dá 35 de XP. 138175 dividido por 35 = 3.974... Supondo que o tempo entre teleportar, caminhar e matar cada mob em média demore em torno de 15 segundos. são 4 mobs por minuto. Ou seja, 35x4=140 de XP p/minuto. Se você jogar 10 horas no dia, serão 140x60=8400x10=84000. Não dá um nível no dia INTEIRO, sendo que tem o tempo de respawn, daria quase um mês pra upar UM NÍVEL.
Os baús. As recompensas são pequenas por achar um baú, tudo bem, o mapa é grande, tem vários... Mas e quando você acha todos, acabou? Pois é, não sabemos ao certo o respawn certo dos baús, não sabemos qual vai nascer, onde, com qual recompensa, então basicamente teríamos que ficar horas e horas por dia todos os dias do mês pra achar em média 15/30 baús contando que você já tenho achado a maioria. Então pra achar baús, basicamente não temos incentivo.
Artefatos. O jogo nos dá bastante artefatos, se você ficar horas e horas por dia matando boss, fazendo domínios, fazendo as rotas, etc. Com muita sorte você consegue artefatos bons, mas e se você quiser upar eles? Pois é... precisa de XP e MORA. Ou seja, você com muita sorte gastando muito tempo, esforço e resina, consegue um artefato bom, mesmo sem ter a chance de testar ou trocar se necessário, você sem conhecimento vasto do jogo começa a upar seu artefato. Pronto, você tem um personagem com artefatos medianos/bons. E agora? é, não tem mais mora. Se você quiser trocar de build ou upar mais personagens, vai precisar de uma quantidade COMPLETAMENTE ABSURDA de recursos, que o jogo NÃO TE PERMITE PEGAR. Então você fica preso com o mesmo personagem, com a mesma build, sem baús, sem resina, sem conteúdo no jogo pra fazer.
Resina. Gente, se você é f2p ou um cara que gasta o básico no jogo, NÃO É POSSÍVEL que você defenda o sistema de resinas atual. Não consigo acreditar que em sã conciência alguém ache normal você logar no jogo, jogar 30 minutos pra fazer 2 bosses semanais pra não ganhar absolutamente nada, ficar sem resina. Ou vamos lá, você precisa de mora ou XP, ou artefatos, você faz 5 ou 6 domínios que demoram no máximo do máximo 1 hora... e agora? ''ah eu tenho a benção, eu dou refill de resina.'' Pois então, mais uma hora de conteúdo, e agora?...
Gacha. Chegamos num ponto crucial aqui. Se você como eu nunca jogou um gacha, deve estar se acostumando com alguns fatos, vamos a eles:
- Um gacha não é feito pra você ter tudo.
- Você precisa saber administrar seus recursos.
- Se você quer, pague. Quer mais? pague mais.
Não estou aqui pra atacar o sistema de gacha, acho que o sistema de monetização do jogo é livre pra ser escolhido pelos desenvolvedores, não acho errado uma empresa querer lucrar.
Mas gente, não é possível, parem de jogar que nem uns cracudos e colocar dinheiro no jogo sem propósito pra receber migalhas, parem 5 minutos pra pensar aqui comigo e reflitam.
Você precisa de 80 tiros pra pegar um item 5 estrelas no banner. São mais de 500 reais na moeda do nosso país, é metade de um salário mínimo. Pare e pense, São poucas as pessoas que tem condições de ter um Celular bom, ou um Computador decente que rode Genshin, e dessas poucas pessoas, existem alguns mais privilegiados ainda, que gastam uma fortuna no jogo. Que imagem você acha que as empresas vão ter se, bom, um jogo bombou no nosso país, e as pessoas gastam um monte de dinheiro com preços abusivos, pq baixar? Essa discussão dos preços veio antes dessa mudança dos preços nos jogos em geral, que aumentou no Genshin também. Muita gente reclama da falta de conteúdo no jogo, mesmo quem quer gastar no jogo, mesmo até quem não reclama e gasta, não consegue atingir nada de mais. Eu não sou de família rica. Tenho uma condição baixa/média. Poderia colocar uma quantia baixa mensal num jogo, 20 reais, 30, 50... eu coloquei a benção por exemplo quando tava 18,90. Mas cara, você ter que gastar uma fortuna pra ter um personagem que você não vai conseguir nem upar direito, e mesmo que upe, não vai conseguir fazer nada no jogo, pois o jogo te prende, não deixa você evoluir. Se tivesse pacotes com preços acessíveis, se o jogo tivesse respawns nos bosses e nos baús de forma mais organizada, como por exemplo tivesse uma recompensa de 10 resinas se você conseguisse matar um boss sem perder vida, sei lá cara... pisos rotativos no abismo com recompensas variadas... rankings semanais... Respawns de baús mais organizados, que você pudesse ser mais recompensado por ficar horas procurando baús ou bosses no mapa, explorando, afinal essa é a graça do jogo. Imagina que louco, assim seria justo, quem joga mais, ganha mais recurso, e o jogo não fica desparelho, afinal quem joga 1 hora ou 2 horas por dia, que trabalha e tal, esse cara já tá satisfeito, ele não vai gastar dinheiro no jogo. Quem quer evoluir e gastar somos nós, que passamos 10, 15 horas por dia, e ainda queremos ficar mais. Eu fico no banho pensando em estratégias de farm ou pro abismo, builds, comps,me organizando, mas chega no jogo não posso por nada em prática, pq não tem resina. Aí vem o pessoal falar: "Ah mas o jogo não tem culpa que você rushou igual um cracudo, agora não tem conteúdo e fica reclamando." Esse argumento é falho. Eu jogo online desde 2006, jogo vídeo games desde minha infância, e eu NUNCA VI UM JOGO INCENTIVAR VOCÊ A DESLOGAR. Cara isso é totalmente inacreditável. Você loga num jogo por exemplo, o lol. Joga lá 30 minutos uma ranqueada, se estressa fica puto e quer sair do jogo. Você chega no Genshin, joga 10 horas sem o jogo te incentivar, e ainda quer ficar mais tempo. MAS CARA, ME ESCUTA, O JOGO NÃO DEIXA. O JOGO NÃO ME DEIXA JOGAR. EU QUERO JOGAR GENSHIN. EU AMO ESSE JOGO. ME ESCUTA, EU AMO ESSE JOGO, EU ADORO OS CRIADORES DE CONTEÚDO, ADORO A COMUNIDADE, ESSE JOGO ME FAZ FELIZ. MAS ELE NÃO ME DEIXA JOGAR. Não tenho o que fazer no jogo. Eu mostrei os argumentos, mostrei os números, e você ainda quer negar?
Enfim. Eu escrevi tudo isso pois amo esse jogo e quero a melhora, eu quero que a gente pare de aceitar as coisas, e tentemos mudá-las. Não sou a favor de boicote, ou de ficar baixando a nota do jogo na apple store ou coisa do tipo. Mas eu peço, por favor, se você gosta de jogar Genshin, vamos nos unir, vamos ajudar a construir um jogo decente, que agrade o jogador casual que loga 30 minutos por dia, e o cara que quer jogar 10 horas por dia e ter resina pra conseguir seus artefatos e upar seus personagens. Vamos buscar preços justos. Nós podemos. É possível. Não aceite injustiças. Se você não concorda com as reclamações, tudo bem, só não fique contra. Não atrapalhe quem quer melhorias. Mas se você aí que leu até o final, quer um jogo justo, um jogo que você possa destrutar de horas de gameplay sem ter que participar desses eventos ridículos, ter que fazer conquistas pra ganhar 5 gemas, ficar 5 horas procurando baú pra ganhar 2 gemas e um artefato 1 estrela. Você que quer essas melhorias, ESPALHE A PALAVRA. Espalhe esse post, fale sobre isso no feedback do jogo, fale com seus amigos, com sua comunidade, com seu criador de conteúdo favorito. Esse é meu desabafo. Espero que tenha tocado alguém, que alguém tenha se identificado. Espero também não ter ofendido ninguém. Só quero jogar Genshin e não receber migalhas por isso. Fiquem bem, paz, saúde e até mais!
OBS: Não parei ainda de jogar, mas se não houver mudanças irei, como muitos já estão parando, não pq o jogo é ruim, mas pq nos incentiva a isso.
submitted by Fiorajj to GenshinImpactBR [link] [comments]


2020.11.03 15:41 freddyjoker A MUDANÇA COMEÇA AQUI 2 - A vacina contra o cornetavírus

Olá amigos torcedores, sou eu, o advogado do técnico Abel.
"Mas ele acabou de chegar, nem tem do que defendê-lo!" Você pode pensar ao iniciar o post, mas estou aqui para fazer algumas defesas preventivas e tentar evitar que nosso envolvimento emocional prejudique o andamento de um trabalho que pode ser promissor para o clube a médio e longo prazo. Estou aqui para vacinar o técnico contra uma doença que nos assola há anos, o cornetavírus.

"Eu costumava trabalhar em um canil e, um dia, recebemos um filhote de um cachorro de raça, que é muito incomum nesses lugares porque normalmente eles são vendidos. O dono dele havia ganhado o cachorro de presente, mas achou que ele mordia demais e temeu que ele crescesse para ser violento e agressivo. O cachorro estava em péssimas condições, extremamente sujo, mas postamos a foto dele e colocamos pra adoção. No mesmo dia, um rapaz apareceu dizendo ter interesse no filhote. Cães de raça costumam sair rapidamente assim mesmo, porque as pessoas se sentem lucrando, já que para ter um desse normalmente teriam de pagar. O rapaz perguntou porque ele havia sido abandonado e o funcionário que o atendeu na hora cometeu o erro de dizer que era porque ele mordia demais. Alguns dias depois, o rapaz retornou com o cachorro, dizendo que ele era muito agressivo e ele não queria um animal assim. Pode parecer horrível, mas é infelizmente comum a devolução de animais recém adotados, pelas razões mais absurdas que você puder imaginar. Entristecidos, resolvemos dar um trato no animal, demos banho, tosa nova, remédio pro pelo, batemos novas fotos e colocamos o anúncio de adoção novamente. Passaram-se alguns dias e recebemos uma ligação daquele mesmo rapaz que adotou e devolveu o pequenino, perguntou se o cachorro do anúncio novo era outro. Meio incerto, eu respondi que sim. Ele ficou feliz, voltou ao canil e adotou o mesmo animal novamente sem saber. Dessa vez, não teve reclamação, o animal viveu com ele plenos 12 anos antes de perecer por doença, sem nunca ter nenhum problema de agressividade."


1- Devia ter deixado o Cebola: O Andrey ainda está lá. Ele continua funcionário do clube, na posição dele, que não é técnico. O técnico Abel provavelmente vai usá-lo muito, em especial para aprender sobre os jogadores do elenco. Não foi uma substituição, foi uma adição. O Abel só vai conseguir dar a cara dele ao time com mais tempo.
2- O Andrey tinha dado jeito no time: Não, o Andrey só desfez as invenções mais mirabolantes do Luxemburgo e botou o time mais simples, pra fazer o arroz com feijão. No primeiro jogo, tomou um nó tático do Rogério Ceni, demonstrando que não está no nível que precisamos de técnico. Depois goleou na Libertadores, mas isso o Luxa também fez. Ganhou do Atlético-GO que cometeu vários erros grosseiros na defesa, se aproveitar de erros e ganhar por placares enganadores o Luxa também fez. Contra o Bragantino, ele colocou o time numa postura reativa, que deu certo porque encaixamos bons contra-ataques e construímos um placar bom, mas o Luxa estava sendo pressionado para fazer o time jogar bonito, propor o jogo, ser ofensivo, não foi o que vimos diante do Bragantino. Inclusive, no segundo tempo, jogamos muito recuados, como o Luxa fazia quando estava à frente no placar e era tão criticado, a diferença foi somente que os jogadores acertaram mais contra-ataques na frente e não sentamos num 1x0 e sim num 3x0. Mas ainda acabamos o jogo com metade da posse e do número de finalizações. Contra o Galo, tivemos o adversário que o time sempre gostou de enfrentar, alguém que vem pra cima e deixa espaço. Foi assim que ganhamos vários dos melhores jogos com o Luxa, como contra o Santos. O time já estava montado para esse tipo de jogo, o problema sempre foi na hora de tentar propor e, se você analisar com calma os jogos sob o comando do Andrey, o único que realmente tivemos volume foi o 5-0, que convenhamos foi o adversário mais fraco que enfrentamos no ano. O Andrey conhece os jogadores há anos, recebeu muitos deles desde o primeiro dia, ele sabe o que cada um gosta de fazer em campo e tentou armar o time com base nisso. Mas isso não basta.
4- Os jogadores não gostaram dele: Esse deve vir da imprensa em algum momento, já tentaram ventilar que ele saiu do PAOK porque perdeu o vestiário. Não caiam nessa. O Abel é um homem ambicioso, intenso, mas foi jogador também. Ele só vai arrumar encrenca com quem não demonstrar a gana de vencer que ele tem e, não sei você, eu fico do lado dele nessa briga. Vimos vários problemas bizarros de vestiário aqui no Brasil recentemente e não podemos deixar a imprensa plantar essa semente na mente dos jogadores.
5- Ele não se acostumou ao futebol brasileiro: Futebol é futebol, cada vestiário vai ser diferente, independente do time ou nacionalidade dos jogadores. Jesus e Sampaoli nunca tinham treinado no Brasil, alguém aqui acha que isso fez diferença?

Para podermos analisar com justiça o trabalho do Abel, precisaremos de uma amostragem grande. Não podemos repetir o fiasco do Gareca (que muitos ainda pedem que volte). Temos que ser pacientes, temos que ser pragmáticos, temos que ser realistas.
Abel é o técnico, o elenco é aquele, a temporada é essa, que venham os desafios! Avante Palestra!
submitted by freddyjoker to palmeiras [link] [comments]


2020.11.01 04:30 GatePretend O que vocês fariam na minha situação caras?

Já adianto que o texto vai ser gigantesco, desculpe por isso, vou dividir tudo em "atos", bem estilo Tarantino, acho que fica divertido assim.
ATO I - O RELACIONAMENTO
Conheci uma garota (a exatamente 1 ano e 1 mês) e bom, ambos começamos a conversar porque queríamos ficar um com o outro, era uma espécie de rolo, sabe?
Porém, como tínhamos uma ótima química, conversávamos todo dia, o dia inteiro praticamente, seja por ligação ou por texto, acabamos namorando, foi por pouquissimo tempo (já explico o porquê), e bom, no começo foi tudo ótimo, sempre tinhamos assunto, nós eramos ótimos juntos, no entanto, depois de alguns meses de namoro, ela mudou, ela ficou estranha, passou a não responder minhas mensagens, a me dar vácuos, e etc. Quando eu a chamava, ela as vezes nem queria conversar direito, respondia de forma seca, e grossa. Se fosse raramente tudo bem, eu iria entender, afinal, ela tem problemas pessoais, assim como qualquer um, e nem sempre estamos aptos para conversar. Mas, daí chegou um momento que todo dia, a gente praticamente não conversava, e as vezes ela até ficava brava comigo, pois eu não chamava ela pra conversar, o que era estranho, afinal ela que era seca e grossa, então, eu simplesmente deixei de chamar ela.
Foi então, que chegou um fatídico dia, em que ela tinha dado a idéia de terminarmos, e isso me quebrou completamente, eu amava, amo, ela de verdade cara, sempre tratei ela bem, e sempre tentei fazer com que o relacionamento desse certo.
Após pensar algum tempo nessa idéia, eu realmente acabei terminando, pensei comigo mesmo que, como ela teve a idéia, é porque ela deve querer isso, e talvez eu estivesse segurando ela, ou algo do tipo.
ATO II - O TÉRMINO..?
Feito isso, após alguns dias, ela me chamou, e tinha dito que talvez ainda tivesse sentimentos por mim, e como eu estava abalado com aquilo, e gostava muito dela, acabei cedendo, porém algum tempo depois, aconteceu tudo denovo, ela começou a agir estranho, e etc.
Então, obviamente terminamos denovo, e ficou assim, por um bom tempo, chegamos a conversar denovo de tempos em tempos, porém não era nada muito importante.
Até que, chegou um dia onde ela me chamou, por um motivo que eu não acho necessário esclarecer aqui.
E, conversamos, por cerca de 5 ou 6 horas seguidas, sem parar, chegamos a falar sobre nosso relacionamento, mas também falamos sobre outras coisas, após toda essa conversa, eu pensei que ela ainda gostava de mim, porque porra, não tinha um grande motivo pra ela ter me chamado.
ATO III - O LOOP COMEÇA
Como você já deve esperar, aconteceu tudo denovo, ou quase. Eu pensei que ela gostava de mim, e sempre que tinha a oportunidade, perguntava a ela se talvez poderíamos reatar o relacionamento, e tentar denovo.
Porém, ela trocava de assunto, ou respondia "não sei", ou outras variáveis.
E bom, isso tava me fazendo mal, é horrível conversar com alguém que tu gosta tanto, e não saber se tem alguma chance de vocês talvez voltarem.
Sempre que ela me mandava mensagem, eu congelava, começava a suar, e a tremer as vezes, eu sempre queria parecer o mais interessante possível pra ela, sempre queria conseguir puxar um assunto com ela. As vezes, conversávamos a noite inteira, até o sol nascer, porém em outras vezes (a maioria delas), conversámos pouco, ela cortava a conversa de forma seca, e acabava ali.
Após 4 meses nessa tortura mental, eu acabei falando pra ela o que estava acontecendo comigo, que eu não estava bem, e eu pedi pra ela não me mandar nenhuma mensagem, que eu queria ter um tempo pra pensar comigo mesmo.
E isso aconteceu, por 2 meses, eu não falei com ela.
ATO IV - O LOOP ACABA..?
Nesses 2 meses, eu me senti como não me sentia fazia tempo, eu estava conseguindo não pensar nela tanto assim, eu me sentia feliz no dia a dia, e estava sentindo uma melhora comigo mesmo, minha autoestima nunca esteve tão alta.
E pra ajudar, comecei a ter "sessões de terapia" com um amigo, quase toda madrugada estávamos conversando sobre assuntos diversos, mas principalmente sobre nossos problemas, e como resolvê-los.
Estava tudo indo muito bem.
Chegou um certo ponto, em que eu percebi que conversar com ela realmente estava me fazendo mal e, eu comecei a diariamente excluir de pouco em pouco, tudo que me lembrava dela na minha vida, cheguei até a apagar o nome dela do meu dicionário do teclado.
Em um desses dias excluindo coisas, eu cheguei a um print.. um print do número de celular dela, e bom, eu tinha excluído o número dela, e todas as redes sociais envolvendo ela.
E, sabe aquela parte que fica coçando, aquela parte curiosa sua? Ela tava afiada nesse dia.. Eu acabei adicionando o número dela, porém, sem intenções de falar com ela, só queria saber se ela estava bem...
ATO V - O LOOP RECOMEÇA
Ao olhar o contato do WhatsApp dela, vi que ela estava offline desde um mês atrás, acabei ficando preocupado com ela.
Imediatamente tentei pensar em alguma forma de ver se ela estava bem, sem falar com ela, então, baixei meu Facebook, e fui olhar o perfil dela, e a mesma coisa tinha acontecido, última publicação foi a um mês atrás, estava tudo vazio..
Fiquei mais preocupado e recorri a minha última escolha, baixei o Instagram e fui ver... Ela tinha me mandado uma mensagem, fazia uma semana. Me falando que estava com saudades, que queria falar comigo, e bom, encurtando tudo, você sabe exatamente o que aconteceu.
Imaginei que ela sentisse a mesma coisa que eu sinto por ela, e... estamos conversando até hoje, porém, eu me odeio por isso, eu sei que não vamos namorar, porém direto ela fica dando pitecos dizendo coisas sobre nós dois juntos, e etc.
E, eu tenho certeza que isso não vai acontecer, ela só está me iludindo talvez, pela 3ª vez caras..
Bom, acabou meu desabafo, eu resumi bastante coisa pra não ficar mais longo do que deveria, só queria saber, o que vocês fariam na minha situação?
aproposito, enquanto eu escrevia o texto ela me mandou uma mensagem.
Enfim é isso, desculpe pelo tamanho do texto, qualquer ajuda é bem vinda, obrigado se você leu até aqui
submitted by GatePretend to desabafos [link] [comments]


2020.10.29 14:46 KenzilRay Meu Primeiro Desabafo

Bom dia galera, tudo bem?
Tenho 21 anos e eu sou novo aqui, na verdade sou novo no Reddit em geral, e eu gostaria de desabafar um pouco com vocês, já vou adiantando minhas desculpas pelo texto longo.
Em Junho desse ano eu conheci uma menina pelo Tinder, e coincidentemente ela é da minha sala na faculdade, (estamos no primeiro ano, e como só tivemos aulas presenciais até Março, não deu pra conhecer muito bem o pessoal da sala). Bom, ai o caminho ficou fácil, eu procurei o WhatsApp dela no grupo da sala, e começamos a conversar por lá, e a gente se deu super bem, conversávamos o dia todo, sobre a faculdade, sobre o nosso cotidiano, sobre nosso problemas, enfim, sobre os mais variados assuntos, dava pra ver que ela tava afim de mim, assim como eu tava afim dela, mas infelizmente a gente não podia sair, nem se encontrar, por conta da quarentena estava tudo fechado, e tanto ela, como eu, estava levando isso a sério.
Bom galera, depois de uns dias conversando, eu percebi que ela estava totalmente diferente comigo, ela demorava horas pra me responder, e não me tratava como nos dias que a gente se conheceu. Isso me incomodava, mas eu sabia que não posso ficar cobrando isso de uma pessoa que sequer nem vi pessoalmente, então eu deduzi que ela estava passando por alguns problemas pessoais. Só que chegou num ponto que eu não aguentei mais, e resolvi perguntar a ela o que tava acontecendo, e resumidamente, ela tinha me dito que queria ir com calma em relação a tudo, pois passou por recepções recentes e não queria ser iludida novamente. Eu entendi o lado dela, até porque a gente não deve ficar forçando nada, tudo tem que acontecer de forma natural.
E desde esse tempo pessoal, vínhamos conversando como amigos pelo WhatsApp, as vezes conversávamos o dia todo, as vezes ela demorava pra responder, mas ela nunca me tratou mal, sempre foi gentil comigo, sempre puxava assunto e me chamava pra conversar, chegamos até fazer trabalho da faculdade juntos, eu senti que rolou uma identificação ali, entendem? Dava pra notar que ela gostava da minha companhia.
Só que a tragédia mesmo aconteceu no começo desse mês KKKKK Eu resolvi tomar uma atitude e falei que eu tava afim de uma conversa olho a olho, sair pra algum barzinho, lanchonete, restaurante, enfim, o lugar não importava, eu só queria conhecê-la melhor, sem segundas intenções. Galera, ela mandou um texto gigantesco, gigantesco mesmo, mas vou resumir aqui pra vocês: Ela disse que não sentiu o suficiente pra tentar um relacionamento, que eu posso ter criado um sentimento que não seja exatamente por ela. Ela também me disse que a gente pode dar certo lá na frente, mas que agora a gente não se identifica pra isso. Pra finalizar ela contou que tava gostando de um cara que não saber o que quer e que sempre vai e volta na vida dela.
Isso me deixou abalado de uma forma inimaginável gente, mas ela disse que se eu quiser, eu posso chamar ela pra continuar a amizade, ela só pediu um tempo pra eu me recuperar e acabar com esses sentimentos. E hoje pessoal, eu continuo decepcionado com o que aconteceu, eu sinto muito a falta da companhia dela, das mensagens, dos assuntos. As vezes eu me arrependo de ter dito tudo aquilo pra ela, pois hoje parece que a gente nem se conhece mais..... mas por outro lado, eu não iria saber que ela gosta de outra pessoa entendem?
Isso tá afetando no meu dia a dia, no meu desempenho no trabalho, nas aulas online, e nessa quarentena parece tudo ficar intenso, eu choro sozinho, sinto saudades, fico carente esperando por uma mensagem inesperada, eu sinto um vazio muito grande. Eu cheguei a responder alguns stories dela (podem me chamar de trouxa gente, porque eu sou mesmo), e ela respondeu com muita gentileza, como se nada tivesse acontecido, mas eu não prolonguei muito a conversa, porque eu só iria ficar me machucando ali... e não é isso que quero para mim!
Gente eu gostaria de saber o que vocês fariam no meu lugar, se vocês chamariam depois pra continuar a amizade ou não? Mais uma vez me desculpem pelo texto longo, não sei se alguém vai ter coragem ou o tempo suficiente pra ler e responder tudo isso, mas eu precisava desabafar com alguém....
Obrigado!
submitted by KenzilRay to desabafos [link] [comments]


2020.10.27 17:29 cidopina Estou enojado com esse trecho do livro "A Classe média no espelho", do Jessé Souza. Não que eu não soubesse que isso acontecia, mas não imaginava que era tão "normalizado" assim.

Sérgio: o CEO de um banco explica como se compra o mundo

Sérgio não é um CEO qualquer. Muito inteligente, culto, leitor de psicanálise nas horas vagas – a mulher é psicóloga –, ele é dessas pessoas que têm prazer numa sinceridade desconcertante. Sérgio tinha plena consciência de quem era e do que fazia. Se no passado teve algum problema com isso, agora não deixava transparecer nenhum incômodo.

Desde a adolescência, ele era grande amigo de João Carlos. Filho de banqueiros, havia acumulado fortuna própria na década de 1990, durante o governo de FHC, administrando fundos de investimento estrangeiros que ganharam uma grana preta com as privatizações levadas a cabo no período. Segundo Sérgio, João Carlos começou como um hábil representante de bancos estrangeiros e abriu inúmeras portas de investimento para os parceiros por meio de suas relações nos meios financeiros paulistanos, bem como no poder político e no Poder Judiciário, tanto em Brasília como em São Paulo. Lucrou tanto se utilizando do dinheiro alheio que fundou o próprio banco.

Nessa época, Sérgio frequentava uma faculdade de Direito nos Estados Unidos. Depois passou um ano em Londres, estudando finanças e ciência política e, por indicação de amigos do pai, estagiando num escritório que lidava com o mercado financeiro. Morou também em Sevilha, na Espanha, onde descobriu sua área jurídica de predileção: o direito administrativo.

No início dos anos 2000, quando voltou ao Brasil depois de quatro anos de pós-graduação no exterior, com pouco mais de 30 anos, o amigo João Carlos já era um multimilionário por “esforço próprio” e apenas naquele ano tinha ganhado mais dinheiro do que o pai durante toda a vida. Como o negócio do banco – aliás, o de todos os bancos hoje em dia – dependia da intersecção entre mercado e Estado, João precisava de alguém de confiança para cuidar da parte jurídica, antes terceirizada em diversos escritórios. Sérgio recebeu então carta branca para montar sua equipe de trabalho. Hoje o departamento jurídico é o centro nervoso do banco, com tudo passando pelas mãos de Sérgio, e ocupa um andar inteiro de um prédio moderno, decorado com luxo e bom gosto.

Quando lhe perguntei qual era seu trabalho, Sérgio não titubeou.

O João é o gênio, sabe onde estão o dinheiro e as oportunidades, pensa nisso o tempo todo. Eu só faço comprar as pessoas necessárias para que as coisas aconteçam como ele quer. Não fui eu que inventei o mundo como ele é, só procuro sobreviver da melhor maneira possível. O mais importante no Direito é conhecer os meandros da linha cinzenta entre o legal e o ilegal. Meu trabalho é expandir ao máximo a margem da legalidade a serviço dos interesses do banco.

Como já existe toda uma legalidade paralela que cuida dos interesses do setor financeiro, meu trabalho é fazer com que o nosso banco fique com o melhor pedaço da torta. Nossa equipe tem mais de vinte advogados escolhidos a dedo e bem pagos. Mas eles fazem o ramerrão do trabalho jurídico. O dia a dia. Eu faço os contatos com juízes, políticos e jornalistas e cuido dos clientes estrangeiros. Com o serviço jurídico, no sentido tradicional, meu trabalho não tem nada a ver. É mais gestão de clientes, dar a eles o que querem, dizer o que querem ouvir, beber o que eles querem beber e ser discreto e sóbrio em tudo.

E o que eles querem?

Aqui em São Paulo o que move tudo é o dinheiro e todo mundo quer viver bem. As pessoas são compradas com dinheiro vivo e com depósitos em paraísos fiscais criados para isso. A gente sabe fazer bem feito. Sem deixar rastro. A cidade é toda comprada, não se iluda, toda licitação pública e todo negócio lucrativo, sem exceção, é repartido e negociado.

Todo mundo tem um preço. Até hoje não conheci quem não tivesse. E para todo negócio é necessário uma informação privilegiada aqui, um amigo no Banco Central ali, uma sentença comprada ali ou a influência de um ministro em Brasília acolá.

Além da compra direta, em dinheiro vivo ou depósito no exterior, a gente tem que paparicar constantemente os caras. Uma forma eficaz são os presentes constantes, sem a expectativa imediata de contrafavores. Isso gera simpatia. Às vezes você ganha até um “amigo”.

Todo mundo adora vinhos caros, e as mulheres desses caras adoram essas bolsas que custam 50, 60 mil reais. Se é alguém com conhecimentos técnicos, você pode promover seminários e palestras, e pagar muito além do que se paga nesse tipo de mercado. Para cada tipo de cliente e de gente existe um jeito mais conveniente de comprar sem parecer que está comprando.

Não fazemos isso em troca de um serviço concreto. Isso é muito importante. O que construímos é um círculo de amigos. Temos uma lista grande de pessoas que simplesmente presenteamos no aniversário e em diversas outras ocasiões, ano após ano. Presentes bons e caros. Não economizamos nisso. Aí, quando você precisa, pode contar com a boa vontade do cara. Isso é o que chamo de criar relações de confiança.

E o pagamento direto por serviços específicos?

Obviamente isso também existe. Aí pagamos em paraísos fiscais, por meio de transferências sucessivas entre dezenas de empresas de fachada, de tal modo que nem Sherlock Holmes consegue refazer o caminho original.

Hoje em dia existem meios ainda mais eficazes de eliminar os riscos, mas este é nosso pulo do gato, e não posso lhe contar. Mas não fica rastro, posso assegurar. Esta, afinal, é a nossa mercadoria: a segurança no investimento. E, sendo um banco, tudo fica mais fácil. Não é só no caso do nosso banco: todos os bancos, inclusive os maiores, fazem a mesma coisa.

A mina de ouro de qualquer banco comercial ou de investimento é o Banco Central. Ali só entra gente nossa. E o país é gerido a partir do Banco Central, que decide tudo de importante na economia. É lá que a zona cinzenta entre legalidade e ilegalidade define a vida de todos. Isso não aparece em nenhum jornal.

Podemos fazer qualquer tipo de especulação com o câmbio, como nos swaps cambiais, por exemplo. Se der errado, o Banco Central cobre o prejuízo. Não existe negócio melhor. Se der errado, o famoso Erário paga a conta. Quem controla toda a economia somos nós e a nosso favor, o Congresso nem apita sobre isso. Quando, muito eventualmente, decide sobre algo, apenas assina o que nós mandamos, essa é verdade que ninguém conhece porque não sai em nenhuma TV.

Claro que tudo é justificado como mecanismo de combate à inflação, e não para enriquecer os ricos. Para quem vê isso tudo funcionar a partir de dentro, como no meu caso, é até engraçado.

Essa é a estrutura legalizada pela opacidade do Banco Central e da dívida pública. Mas e os negócios ilegais mesmo?

Não existe negócio que não seja intermediado por um banco, seja legal ou ilegal. Essa história de operador e doleiro é coisa da Lava Jato e da imprensa para desviar a atenção da participação dos agentes financeiros. Os bancos são completamente blindados porque inventaram um meio infalível de distribuir dinheiro para quem já tem muito poder e dinheiro. Falam de todo mundo menos de nós, que comandamos tudo.

Para mim, aí é que está o poder real, o poder do dinheiro. Na verdade, são os bancos os operadores e os doleiros, e todo o dinheiro sai de bancos, seja dinheiro limpo – na realidade, sempre dinheiro que foi tornado limpo –, seja dinheiro sujo. A não ser que você fabrique dinheiro em casa.

Aliás, parte do lucro dos bancos vem de lavar dinheiro e intermediar transações. Mas o grosso da grana vem do Banco Central, das remunerações de sobras de caixa – que são ilegais, mas sobre as quais ninguém diz nada –, das operações de swap cambial, dos títulos da dívida – enfim, o Banco Central é nossa mãe. É tudo escancarado, mesmo com inflação zero e o país na ruína.

Nosso lucro é legal, ou seja, legalizado, já que somos intocáveis e ninguém se mete conosco. Boa parte dos juízes e ministros de tribunais superiores, como todo mundo no meio sabe, advogam por interposta pessoa, e nós somos os principais clientes de alguns e de quem paga melhor. São os bancos que pagam as eleições do Congresso quase inteiro. Aí você pode legalizar qualquer coisa, qualquer papel sujo que a gente mande ao Congresso os caras assinam. Nesse contexto, onde se pode tudo, as operações abertamente ilegais são uma parte menor dos lucros, mas obviamente existem.

Se ninguém imprime notas de dinheiro no quintal, é óbvio que todo o dinheiro, inclusive todo dinheiro sujo, vem dos bancos, que retiram parte do seu lucro real intermediando essas relações e lavando esse dinheiro. Os bancos controlam o que você vai fazer com o dinheiro e todo dinheiro pode ser rastreado.

Toda transferência bancária tem um chip e, se você quiser saber de onde o dinheiro vem, dá para saber. Inclusive nas transações internacionais. Se a transferência é em dólar, tudo passa por Nova York e recebe um número. Mas ninguém quer saber, essa é a verdade. Como os bancos mandam na imprensa, nos juízes e nos políticos, a intermediação de todo dinheiro ilegal jamais é denunciada. E se for denunciar, você é que acaba preso. Isso eu garanto.

Como funciona mandar dinheiro para propinas no exterior, por exemplo, para comprar gente em Angola, na companhia de petróleo?

Você liga para o presidente de um banco [e cita, testando minha reação, o nome do presidente de um grande banco] e pergunta qual a comissão dele para fazer remessa.

“Assim, na cara de pau?”, pergunto. “E como você acha que funciona?”, indaga Sérgio, rindo e se divertindo com minha surpresa.

Lembra daquelas malas do Geddel? Como você acha que aquele dinheiro chegou naquele apartamento? Dinheiro não dá em árvore. Quem tem a possibilidade de fazer o dinheiro circular de um lugar para outro são os bancos, mais ninguém.

Não há nenhum caso de corrupção em que o dinheiro não venha de um banco. Ou seja, os bancos são os intermediários, sempre. A imprensa nunca toca nisso porque é tabu. Afinal, a imprensa é nossa.

Como assim?

Vou lhe contar um caso. Assim que cheguei no banco, o João Carlos estava com problemas com um jornalista, metido a investigador, que publicava todo dia uma notinha chata sobre negócios nossos aqui em São Paulo. O João ofereceu milhões ao cara para apoiar projetos dele se aliviasse a pressão, mas o cara não aceitou. Foi um caso raro, pois era uma grana e tanto na época. O que fizemos? Compramos o jornal, um dos maiores do Brasil, e demitimos o fulano.

Agora decidimos o que sai ou não, pois somos os donos do jornal. Não precisamos pedir nada a ninguém. O jornal é literalmente nosso. Toda a imprensa hoje em dia é assim, de um modo ou de outro. Ou eles devem os olhos da cara aos bancos ou os bancos são os donos diretamente. Por isso não sai nada na imprensa contra os bancos. A imprensa é toda nossa: televisão, jornais, internet, o que você pensar.

E com os políticos e os juízes, como funciona?

Com os políticos você paga a eleição do cara e o que sobrar, se sobrar, porque toda eleição é mais cara do que se imagina de início, ele embolsa. Aí cobramos e montamos a agenda do cara. Ou então pagamos por serviço, como expliquei, normalmente uma parte em dinheiro vivo e outra em depósito sigiloso. Às vezes, num caso ou outro mais complicado, que precisa ser resolvido para os negócios andarem, você faz um depósito no exterior para vários ao mesmo tempo.

A coisa funciona do mesmo modo em Brasília e em São Paulo, e com todos os partidos políticos. Aquilo que aquele maluco da Odebrecht fez, ao criar um departamento de propina, todo banco tem, é como os negócios andam, não tem outro jeito. Mas a gente não deixa rastro como fizeram esses malucos. Ninguém é “santo” [referindo-se à suposta alcunha de Alckmin no livro da Odebrecht], pode acreditar.

E com o Poder Judiciário?

Com os juízes os presentes funcionam que é uma beleza. O cara termina incorporando ao salário – afinal, é a mania deles. A coisa que mais irrita um juiz é saber que um advogado ganha muito mais do que ele. Na verdade, quando o advogado é muito rico, pode ter certeza que também enfia a mão na merda. Como advogado, para enriquecer de verdade, você tem que saber comprar promotores e juízes, além de advogados de outras empresas, para que escolham o seu escritório quando houver necessidade. A Lava Jato está cheia disso. Cansei de ver um colega fodendo o outro para depois ficar com a conta da empresa. Talento muita gente tem, mas construir um círculo de poder e dinheiro e saber gerir isso, mesclando cuidado e ousadia, poucos sabem.

É por saberem disso que muitos juízes ficam putos com o dinheiro que os caras ganham. Sempre acham que merecem ganhar ainda mais do que os advogados mais bem pagos, porque os riscos maiores seriam deles, e não dos advogados. Mas a verdade, e todo mundo sabe, é que a maior punição que um juiz recebe é aposentadoria compulsória, e mesmo para chegar a isso tem que aprontar um monte e fazer muito mal feito.

E como vocês recompensam os juízes?

É um pouco diferente, porque os caras são muito vaidosos, alguns se acham intelectuais. Quando o cara é muito vaidoso, o melhor método é pagar uma palestra com 100, 200 ou 300 mil reais, e ainda faz o cara se convencer de que é por sua cultura jurídica. Ou fazemos seminários internacionais com grandes jornais e revistas comentando e fotografando – aí eles piram. Nesse meio, você tem que saber comprar a vaidade dos caras, fazer com que se sintam mais importantes do que são. Ou então compramos diretamente a sentença.

Você pergunta o preço da sentença e paga, assim, na cara de pau?

“Como você acha que funciona?”, retruca Sérgio, sempre se divertindo muito por estar dando aulas de sociologia prática da vida real.

Vou lhe contar um caso que vai fazer você entender como tudo funciona. O João queria abrir uma casa noturna em Florianópolis, só para se divertir. O diabo é que encasquetou de construir a boate num lugar que era área de proteção ambiental, o MP [Ministério Público] local encrencou e a história virou uma pendenga judicial. Aí tive que ir lá para acertar com o juiz. Quando deixei tudo combinado, o João mandou uma loura – que foi favorita dele durante um tempo e depois passou a trabalhar com a gente, dessas muito bonitas e de 1,80 de altura, como só tem no Sul – levar, numa bolsa grande dessas de marca, um milhão de reais, misturando reais e dólares.

A ordem do João foi mais ou menos assim: “Põe aquele vestido vermelho justinho da Armani que te dei, entrega a mala e faz o juiz feliz.” O fulano passou um fim de semana com a loura, ficou com o dinheiro e a mala, e o João construiu a boate bem onde queria. É assim que funciona com o Judiciário.

Mas não foi uma experiência agradável, vou confessar, já que a moça foi humilhada de um modo meio violento. Fomos ela e eu levar a mala com dinheiro vivo para o juiz. Começamos a discutir o modus operandi jurídico do caso com o juiz e mais dois auxiliares na própria sala do juiz, depois do expediente.

Betina, era assim que a moça se chamava, era estudante de Direito e de vez em quando arriscava um palpite sobre o caso. A certa altura, o juiz se irritou e disse que ela não era advogada, mas puta, e estava ali para outro serviço. Na mesma hora, botou o pau para fora, na minha presença e de outros dois, e mandou a moça chupar.

Depois mandou que fizesse o mesmo com os dois funcionários. Em seguida entra um terceiro assistente, todos obviamente de confiança do juiz e de sua equipe “privada”. Ao ver a moça ainda de joelhos e já com o belo vestido meio rasgado, lança um olhar entre divertido e intrigado à cena, e então o juiz o interpela: “Quer também?” Ato contínuo, a moça cumpre pela quarta vez o mesmo ritual. Esse pessoal adora um abuso, quase tanto quanto dinheiro.

As mulheres sempre participam desse jogo?

Nem todo mundo gosta de misturar putaria e trabalho, mas se você for carente e cair nessa, está fodido. Aí fica na mão mesmo. E o diabo é que o que mais existe é gente carente afetivamente, que sem perceber cai nessa armadilha. Eu, por exemplo, não participo. Como tenho mulher parceira, não tenho este tipo de carência. Não digo que não tenha participado uma vez ou outra, nesses quase 20 anos em que trabalho aqui, mas não é a minha praia.

Mas tem muitos que gostam. Os estrangeiros, por exemplo, adoram. Passei um ano em Londres trabalhando como estagiário na área jurídica do mercado financeiro e lá a putaria é mais pesada. Onde tem muito dinheiro tem muita putaria. Pesada mesmo, todo tipo de coisa que você for capaz de imaginar. Tipo alugar castelo do século XVII para um fim de semana com muita droga e muita festa para todo tipo de gosto.

Afinal, todas as máfias do mundo estão por lá, russos, árabes, africanos, brasileiros. Londres é uma grande lavanderia atrás da fachada da realeza. Comparados com eles, somos amadores. Mas o João sabe fazer esse jogo, não é nenhum amador. Por exemplo, para funcionar, não pode parecer putaria barata, e o João é um gênio nesse jogo.

Outro dia tivemos um cara, um norueguês, da companhia de petróleo deles. O cara sabe tudo de prospecção de petróleo. O João se encarregou pessoalmente de armar a festa. Ele tem uma ilha em Angra só para isso, com heliporto e um iate lindo. Tudo encoberto pela mata atlântica, privacidade total. É um fim de semana de sonho.

A gente tem de 15 a 20 mulheres lindas, que podemos chamar a qualquer hora, algumas ganham presentes caros todos os meses, outras a gente paga mesmo, e nenhuma delas você diria que é puta. São lindas, elegantes, sabem conversar, usam roupas caras, se comportam e não destoam em nenhum ambiente. Algumas você deve conhecer, aparecem na internet, mas isso eu não posso contar. O norueguês, por exemplo, ficou tão louco que queria levar uma delas para a Noruega.

O João aproveita e chama ainda um juiz, um político, um amigo do mercado ou um procurador mais chegado, chama também alguns daqui do banco mesmo, que sabem criar o ambiente mais relaxado e agradável possível, tudo para criar um clima de festa normal. O segredo é forjar “amizades”. Às vezes montamos negócios inteiros com todos os interessados participando, mas sem parecer negócio, como se fossem amigos se divertindo.

Você tem que saber misturar e montar para parecer diversão entre os “parça”, entende? Lá as meninas sabem fazer o trabalho do melhor modo possível. Tudo parece a coisa mais natural do mundo, como uma festa normal e animada entre conhecidos. Nisso de criar uma relação de confiança, o João é impagável. Eu só faço o meio de campo. O astro é ele.

E cabe a você comprar as pessoas para os negócios andarem?

Quem existe neste mundo que não é comprado de alguma forma? Comprar alguém bem comprado não envolve só dinheiro. Você tem que comprar uma relação de confiança. Sem isso, todo o dinheiro do mundo não conta. E isso é um talento.

João costuma dizer que quem manda no Brasil, a elite, não soma mais do que 800 pessoas, e que ele e eu conhecemos cada uma delas. Dessas 800 pessoas, 600 estão em São Paulo, 100 em Brasília e 100 no resto do Brasil. Temos uma relação excelente com boa parte desse pessoal, e diria que, com pelo menos umas 100 dessas 800 pessoas, temos uma relação de confiança construída ao longo dos anos.

Um banco, como qualquer empresa, vive de oportunidades de negócios que a conjuntura econômica e política cria. Se você é realmente um bom empresário, não pode ficar apenas esperando que a oportunidade surja com a conjuntura, pois aí vai ter muitos rivais e concorrentes.

Um bom empresário ou banqueiro é o que percebe a oportunidade quando ela aparece. Mas se você é muito bom, melhor que os outros, como no caso do João, então você tem que fazer com que a oportunidade aconteça só para você ou que você possa aproveitá-la antes dos outros.

Este é o segredo do nosso negócio. Se deixa passar uma janela de oportunidade, você não é bom no que faz. Mas nós somos muito bons no que fazemos. Nós criamos a oportunidade de tal modo que ela caia no nosso colo. Para isso servem as relações de confiança cultivadas ao longo dos anos.
submitted by cidopina to brasil [link] [comments]


2020.10.25 18:19 InternalGuava Conselho de vida: Não se compare com a exceção, se compare com a regra.

Isso aqui é mais um rant mesmo, mas acho que alguém pode pensar parecido comigo.
Primeiro eu vou dar o conselho, depois explicar o porquê de eu estar dando esse conselho.
Não se comparem com a exceção, se comparem com a regra.
Esse é um dos maiores problemas desses últimos tempos: as pessoas sempre veem uma EXCEÇÃO, o TOPO da pirâmide de determinada área, e já saem falando "VOU FAZER TAL COISA PORQUE FULANO DE TAL FICOU MILIONÁRIO FAZENDO ISSO!".
Quando forem analisar determinada área de negócio, foquem em analisar a BASE e não o TOPO. Procurem criar uma estimativa de como está a situação de quem está na BASE (salário, oportunidades de crescimento profissional, concorrência, nicho etc).
Essa perspectiva errada de analisar - e consequentemente, se comparar - com quem está no topo está criando um exército de pessoas iludidas, e acredito eu que seja uma das causas dos altos números de depressão e ansiedade existentes atualmente.
Na verdade essa comparação desnecessária sempre existiu, mas antes era menos descarada.
Antes você se comparava só com quem estava na TV, com aquele parente bem sucedido, aí ficava um pouco triste, mas seguia sua vidinha pacata.
Hoje você é bombardeado constantemente por milhares de pessoas bem sucedidas em todas as Redes Sociais e Plataformas que acessa, isso muda sua mente de uma forma que você não aceita mais ser mediano e cria uma grande frustração interna, porque VOCÊ PROVAVELMENTE É MEDIANO.
------------------------------
E agora, o porquê de eu estar escrevendo isso:
Me mandaram no grupo do Zap da minha ex-faculdade um vídeo de dois Youtubers que começaram um Podcast há apenas 2 anos e hoje estão faturando em torno de 170 mil por mês só por adsense. Depois veio aquela zoação de que todos nós estudamos a toa, que ser Youtuber é o que dá dinheiro, blablabla e talz.
Aí cresceu a raiva dentro do sujeito aqui, mas se eu fosse escrever esse rant lá iria ficar com fama de "chatão do grupo".
Olhem bem com quem as pessoas estão se comparando hoje em dia, com gente que deu certo no Youtube e está rico.
O problema é que o número de pessoas tentando ganhar a vida com Youtube, Twitch, Instagram, Tiktok etc, é enorme, está na casa do milhão (todo mundo conhece alguém que tá tentando ganhar a vida assim).
Só que para cada 1.000.000 de pessoas tentando ganhar a vida assim, 1 consegue; o problema é que essa 1 pessoa viraliza e ganha a atenção de milhões de pessoas, enquanto que as outras 1.000.000 não conseguem nenhuma visibilidade (e provavelmente não irão fazer um vídeo falando de como fracassaram).
E aí o sujeito vem, se compara com as pessoas do topo, e acha que vai conseguir também.
Aliás, ENTRETENIMENTO NÃO É PARÂMETRO PARA ESCOLHA DE PROFISSÃO. É uma área extremamente aleatória e baseada na sorte, além de na maioria das vezes ser curta. Mas não vou me alongar nessa questão.
------------------------------
Agora, vou dar alguns exemplos de pessoas do meu círculo social que vivem seriamente iludidas (quem não gosta de saber um pouco da vida dos outros, né? 🙂):
  1. Amigo da família que abriu uma loja de salgados com a justificativa que existe UMA loja de salgados aqui perto que vende milhares de salgados por dia (o cara, ao invés de se comparar com as milhares de lojas de salgados medianas da BASE, quis se comparar com a loja do TOPO, com o 1%).
  2. Conhecido que LARGOU sua faculdade no penúltimo semestre pra fazer Design de Interiores pois "existe serviço em qualquer lugar e tem Designer de Interiores que ficou milionário" (depois de um pouco de conversa, o cara admitiu que sequer fez uma pesquisa de mercado pra realmente confirmar essa ideia de que "existe serviço em qualquer lugar", só ficou tentando me convencer da parte que "mUh, existe DeSiGnEr miLioNáRio").
  3. Conhecida que passou por várias "profissões" e não se firmou em nenhuma. Saquem só quantas "profissões" ela tentou, vou falar na ordem: Cantora, Modelo, Blogueira de Receitas e agora virou Agenciadora do Instagram da filha recém-nascida, que por sinal não tá dando certo pois a bebê não tem nem mil seguidores ainda (A noção da realidade dela é totalmente deturpada. Um dia desses, seu namorado falou que a vida dela era ficar no Instagram. Acho que ela ta achando que a bebê vai ganhar milhões de seguidores que nem esses filhos de famosos).
  4. Amigasso meu veio pedir dinheiro emprestado pois sabia que ficaria rico no Day Trade. Perguntei pra ele se ele já se destacou seriamente em alguma área pra achar que poderia ganhar do mercado financeiro, aí ele me falou de um monte de youtubers de que ensinam a profissão e que "agora ia dar certo".
------------------------------
E, por fim, alguns conselhos que eu pude pensar até agora nessa manhã de domingo:
  1. CUIDADO com as redes sociais e plataformas de vídeo. Tentem pelo menos filtrar o conteúdo que consomem nelas (Ex.: Eu tenho um Instagram fake só pra ver memes, entro no meu principal apenas algumas vezes no mês pq nele tem uma saraivada de conhecidos mostrando como a vida deles é perfeita, e por mais que eu entenda essa dinâmica do Instagram, sei que se eu ficar consumindo isso não vou ficar bem de cabeça).
  2. O Jordan Peterson fala disso no livro dele, "12 Regras para a Vida". A regra 04 se chama "Compare a si mesmo com quem você foi ontem, não com quem outra pessoa é hoje". Sugiro que leiam o livro para terem uma ideia do porquê isso faz tão mal.
2.1 Na verdade, procurem por "Rule 04 Jordan Peterson" no Youtube que é mais rápido. Se vocês souberem inglês, é claro.
  1. Vocês podem sim chegar no topo de qualquer profissão ou área de interesse, mas primeiro foquem no que é seguro, no que vai deixar o dinheiro entrando todo mês para garantir o arroz e feijão de cada dia, depois vocês pensam em engrandecer pq engrandecer é exceção e não regra.
Bom domingo!
submitted by InternalGuava to brasil [link] [comments]


2020.10.21 03:03 PegsBr Um pensamento meu (nada triste, mas intrigante)

Eu sempre fui de pensar muito e então eu tive pensando um pouco sobre isso esses dias e basicamente aqui vai: só eu que acho que o mundo ta meio louco e as pessoas estão cada vez mais se guiando por extintos? Bem, lembrando que eu tenho 17 anos, então não falo pelos adultos nem nada do tipo, mas pelo povo que ta nessa faixa etária, mas de qualquer forma, aqui vai o que me fez chegar a essa conclusão. Na escola eu vejo muita gente falando de depressão e tristeza e então tem o setembro amarelo que todo mundo se apoia e envia cartas pra todo mundo e tudo mais. Mas em um dia qualquer, eu vi uma menina que não é amiga minha chorando no meio da sala e era algo extremamente perceptível. Eu olhei pros lados pra ver melhor a situação e ninguém ligou, nem as "amigas" dela. Eu sou um cara extremamente tímido, mas eu não podia deixar aquilo de lado e então, por mais que eu tenha passado uma dificuldade danada pra isso, eu consegui criar a coragem pra pelo menos mandar uma mensagem pro whatss dela perguntando se ela precisava de um papo ou algo do tipo e ela viu na hora a mensagem, como se estivesse esperando no desespero alguém, mas então quando ela viu que era eu, ela falou que não precisava mas que ficou feliz em saber que eu me preocupei. De qualquer forma, uma coisa similar aconteceu em um ponto de ônibus, quando eu estava lá esperando pra pegar um interurbano pra ir pra casa. Tinha uma mulher chorando do meu lado e eu tava em um banco pequeno, mas cheio, com umas 6 pessoas, aproximadamente e vou resumir, novamente a mesma coisa, demorei alguns minutos pra conseguir criar coragem pra falar com a mulher enquanto todo o banco cagava pra existência dela. No fim das contas a mãe dela tinha morrido e ela tava triste e eu fiquei batendo um papo com ela e talz pra tentar dar uma alegrada na vida dela. Cada vez a gente vê pessoas mais tristes, mas é como se ninguém se importasse com ninguém e essa hipocrisia me deixa meio abismado, impressionado como que o ser humano consegue ser assim. Outra coisa que me faz acreditar que eu sou um E.T é, por exemplo, as redes sociais. Sério, as vezes eu vejo pessoas falando, olha quantos likes eu ganhei, olha como que eu fiquei lindo(a) nessa foto, fora quando falam, fulano é popular e todo mundo gosta dele. Idai? Que q vc ganha sendo popular? Que nem quando pessoas tiram foto ostentando um prato caro e recheado de merda que eu nem sei o nome, idai? Pra que que você precisa dessas coisas, de likes de uma apreciação temporária superficial, pq a pessoa não ta te apreciando, ela ta apreciando o seu dinheiro, ou a sua fama, sla. Outra coisa que eu vejo é nos "relacionamentos". Direto eu vejo meus amigos falando entre si, olha que mina gostosa, olha que gata, que peitão, ou então, nossa peguei (qualquer nome) e ela era linda e caralho a 4. Cara, qual a graça disso tudo, eu realmente não consigo entender, será que o seu instinto te guia tanto assim? Pq eu não vejo gente falando, eu procuro uma pessoa boa ou semelhantes. Nesses últimos dois anos me apaixonei por duas garotas (e falhei, mas tamo ai kkkk), sendo que uma era baixinha loira do olho azul e outra era mais alta que eu até, do cabelo escuro e olho castanho, duas pessoas com perfis totalmente diferentes, mas eu gostei do que elas eram, da forma que elas viam o mundo e as pessoas, mas eu não vejo ninguém que valorize isso, parece que o mundo virou uma roda de putaria e troca troca. Sabe, eu não to sofrendo de amor, por mais que pareça, mas o que eu digo é, parece que o ser humano em sua essência, a pessoa em si, vem se tornando cada vez mais insignificante e o que importa não é você, mas o exterior a você, o que você tem, veste, come, seus olhos, corpo e afins. Só eu que acho esquisito esse superficialismo?
submitted by PegsBr to desabafos [link] [comments]


2020.10.14 21:57 meucat Reinaldo Acevedo, maior lacrador critico contumaz pentelho boçal do Bolsonaro, diz neste vídeo que o PR NÃO SOMENTE é inocente no caso do RAP, senão que o PR é o único mocinho na historia toda

Pois é pois é pois é, assim mesmo como voces estão ouvindo.
Depois o pessoal vem criticar A MIM "ain ! como voce passa pano para o mito..." apenas porque divulgo estes fatos.
Este cara insuportável do Acevedo, que pirou completamente de alguns anos para cá, ninguém pode dizer que ele gosta de passar pano para o PR, vive lacrando e falando bosta todos os dias contra ele. MAS.... mas neste vídeo nos minutos 14:10 e 21:40 vocês vão ouvir ele dizer que o Bolsonaro é o único cara que fez a coisa certa ao NÃO vetar aqueles artigos que permitiram soltar o Andre do RAP.
Ele chega a dizer algo como "Bolsonaro fez tantas coisas ruins no Brasil, que chega a ser um despropósito que uma das POUCAS COISAS BOAS que ele fez , seja criticado".
Num raro lapso de lucidez, Acevedo diz o obvio, estes artigos foram feitos para ajudar os milhares de parias sociais do Brasil sem direito a um processo justo, que estão apodrecendo nas cadeias. Como todo na vida, um juiz pode usar a lei para fazer o bem ou para fazer o mal. Nem sempre o problema está na LEI, mas em como ela é aplicada.
Então o Bolsonaro não tem como saber se o juiz vai aplicar para aliviar um coitado ladrão de galinhas que está apodrecendo ha 40 anos na cadeia, ou para soltar um chefão do PCC. É uma grande palhaçada que fizeram os médios de comunicação para desviar a verdade e tentar jogar a culpa no Bolsonaro. O próprio Acevedo diz o obvio, que os culpados são o Ministério Publico por não ter renovado a prisão logo de 90 dias, e o ministro Marco Aurelio por ter interpretado a lei de forma tão leviana.
https://www.youtube.com/watch?v=7_Sc16nlLtk
submitted by meucat to brasilivre [link] [comments]


2020.10.13 12:38 CozyRetreat Desabafo/dúvidas de um gay que não gosta de penetração

VERSAO RESUMIDA: Odeio penetração mas quero muito ter um relacionamento sério com alguém, e tenho medo de que qualquer pessoa vai se sentir sexualmente frustrada. Entendo que há gente como eu mas parece muito difícil de dar a sorte de encontrar e se relacionar com alguém assim. Você acha que estou exagerando? Conhece pessoas que também não gostam? Por favor me ajudem a não me sentir mais um lixo por causa disso :(
Segue a versão completa abaixo:
Tenho 22 anos e nunca tive atração por penetração. Pelo contrário, acho algo broxante, não consigo nem ver pornô em que há penetração. Até fiz poucas vezes mas o que senti variou de "totalmente sem graça" (como ativo) a "totalmente desagradável" (como passivo, e não foi por dor e nem por masculinidade frágil). Acho tão ruim que só de saber que a outra pessoa pode querer fazer, já estraga toda a interação sexual pra mim, incluindo as outras coisas que eu gosto, como masturbação e oral. Não rola pra mim essa ideia de que aos poucos eu "aprenda" a gostar, acho ruim demais pra isso acontecer.
Isso está acabando com minha autoestima. Sinto que todo mundo gosta de penetração, mesmo que alguns gostem só em ocasiões especiais. Logo, tenho a sensação de que minha sexualidade sempre será insuficiente, portanto eu só sirvo pra ser um ficante ocasional e nunca um namorado.
Isso me deixa muito triste pois eu não tenho interesse nenhum em "ficar". Quero muito ter um relacionamento sério (fechado) e me parte o coração sentir que devido à falta de penetração a outra pessoa iria ficar frustrada ou reprimida comigo.
Sei que há caras que se denominam "gouine" mas honestamente não conheço ninguém assim, no máximo pessoas que não gostam "tanto" de penetração mas gostam. Me parece tão improvável e difícil achar alguém que fique satisfeito com a ideia de NUNCA mais ter penetração.
Estou desesperado e tenho chorado há meses por causa disso. Sinto que jamais serei suficiente pra alguém, e que se alguém acabar comigo vai ser por ter desistido de algo melhor...
Algum de vocês passa ou passou por algo parecido? Vocês são/conhecem gays que não gostem de penetração de jeito nenhum? Você acha que alguém que gosta de penetração "às vezes" ou "um pouco" poderia ficar 100% sexualmente satisfeita com alguém como eu?
Nota: Não acho que seja questão de hormônios/libido nem de assexualidade. De forma geral eu realmente sou uma pessoa "pouco" sexual, tanto que nem sou muito fã de beijo de língua nem de atos mais intensos. Porém sinto sim atração e vontade sexual de outras coisas, geralmente as que o povo chamaria de "só preliminar". Pra mim são mais do que o suficiente e ir além disso me deixa desconfortável.
submitted by CozyRetreat to arco_iris [link] [comments]


2020.10.06 12:20 internalerrorfixed Me relataram ser vítima de um estupro e não sei o que fazer

Trabalho em uma farmaçia e parte do meu trabalho consiste em atender fornecedores pelo telefone. Há 27 dias eu atendi uma ligação, sempre bem educado, e a vendedora depois falar o "script" dela, perguntou minha data de nascimento e acabou pedindo meu contato pessoal. Resolvi passar porque não tinha motivos para não fazer. Talvez era alguém querendo algum tipo de ajuda, dúvida, e que ali na hora não queria perguntar ou estava com vergonha. Mas achei muito estranho perguntarem a data de nascimento, nenhum vendedor nunca fez isso.
Quando cheguei em casa lá estava um áudio com uma voz muito mais linda do que eu lembrava no telefone, comecei a conversar só pra saber o que a pessoa queria. Não tinha foto no perfil, sou feio e tenho vergonha de mim mesmo, mas ela queria saber como eu era. Sempre desconfiado, porque não me perguntava nada, não falava do trabalho, só parecia querer conversar mesmo. E eu conversava, escutava, enviei uma foto. Ela sempre mandava foto, vídeo indo caminhar, dirigindo, voltando da igreja, tudo numa boa. Uma pessoa linda, até demais, pra estar interessada em mim.
Continuo desconfiado, vou atrás de redes sociais, vejo que está participando até de concurso de beleza, crio expectativas mesmo sabendo que não tenho nada a oferecer. Lá vi que faltava poucos dias para o aniversário dela, no dia do aniversário dela espero dar meia noite, mando um vídeo todo envergonhado parabenizando ela, tenho problemas de autoestima então fica tudo bem cringe.
Ai ela começa dizer que queria me conhecer pessoalmente, me liga perguntando se pode vim na minha cidade (moramos há 160km de distância mais ou menos), mas estava tudo acontecendo muito rápido, peço pra ter calma, pra irmos nos conhecendo melhor, até porque até esse ponto as conversar eram bem casuais, eu pouco sabia sobre ela.
Ela saiu com a mãe dela pra comemorar, me manda foto e vídeo com a mãe dela, mas depois relata que achou que seriam só elas duas, mas que a mãe chegou com um rapaz e que ela não gostou dele, diz que "ele tá me testando", pergunto que tipo de teste e ela não responde.
Depois ela comenta que estava muito triste e só queria que eu estivesse lá pra poder dar um abraço nela no dia do aniversário, que tinha sido horrível sair com a mãe, que segurou choro a noite toda, que ela só queria me conhecer no dia do aniversário dela mas que parecia que eu não tinha gostado da ideia. Ai eu abaixo a guarda e crio expectativas, passo a conversar de uma forma mais carinhosa.
Pergunto sobre relacionamento e ela diz que terminou há pouco tempo, mas já estava há um tempo querendo terminar, e não dá mais detalhes. Volto a fuçar as redes e descubro que o intervalo entre o fim de um namoro de 2 anos e começar a conversar comigo é menos de 2 semanas. Volto a ficar triste e desconfiado por ser o consolo de alguém que só quer um relacionamento rebote, e que provavelmente depois de ajudar e reerguer essa pessoa, ela vai só virar as costas e voltar pro ex, que é bem mais bonito do que eu. Mas como ela sempre elogiava meu bom humor, minhas boas sacadas, acabo acreditando nessa de que talvez caráter e conteúdo se sobressaia.
Nesse ponto já estávamos conversando há umas 2 semanas, tentando encaixar uma data no final de semana pra nos conhecermos. Marcamos então para 3 de outubro, eu iria na cidade dela, 160km numa CG 150 pra conhecer alguém da internet numa cidade que nunca fui. Conversamos todos os dias por ligação, ligação de vídeo, falando sobre vida, trabalho.
Faltando 5 dias pra data que combinamos, numa ligação, ela me diz que alguém do trabalho dela arrumou alguém pra ela sair e ela aceitou, mesmo sem nunca ter conhecido a pessoa, disse que sentiu nojo, mas saiu. Beleza, racionalmente falando ela está solteira e faz o que quiser da vida, mas sinto uma falta de respeito do caralho fazer isso.
Ai eu comento sobre ela no trabalho, de forma bem rasa, e começam as histórias de pessoas que sumiram, foram roubadas, abusadas nessas de conhecer alguém pela internet. Decido investigar mais. Facebook, instagram, tiktok, facebook de todos os familiares, irmão, tio, primo, prima, mãe. Vejo que já foi casada (encontro um processo de divórcio) e que o requerente em questão foi o ex-marido. Nessa, já vejo que nos últimos 4 anos ela se casou, ficou 2 anos casada, separou, já engatou um namoro de mais 2 anos e menos de 1 mês depois já está me chamando de amor. Isso aos 24 anos de idade.
Desanimo total, decido parar de conversar e puxar assunto, levo muito a sério relacionamento e ela parece só querer aventuras. Sexta, sábado e domingo se passam. Sábado é o dia que eu iria lá. Ela nem questionou se eu iria ou não, parece não fazer muito caso, fico feliz, era o que eu queria, só me afastar e esquecer ela.
Ontem no horário do almoço dela, me manda uma foto com a cara inchada e de choro. Escrevo um texto dizendo pedindo desculpas, falando que tinha investigado a vida dela e dos familiares por medo de ir lá e acontecer alguma coisa, mas que não daria certo, que tenho coisas pra resolver antes na minha vida, mas que gostava dela, desejo sucesso e felicidades, algo pra terminar na amizade mesmo, num clima bom.
Ela responde que gosta da minha sinceridade, mas que nunca tinha pedido pra eu ir lá, e que o motivo do choro dela era algo muito pior que tinha acontecido domingo, que não conseguiu dormir, acordava chorando e gritando e pensou em me ligar, mas que bom que não tinha feito isso porque eu não me importava com ela. Que se eu fosse bom em investigar, que encontrasse quem seguiu, violentou sexualmente e bateu nela.
Ai eu desmontei, dor na barriga, tremedeira, ânsia de vomito, não sabia o que falar, aliás estou sentindo isso agora só de escrever e lembrar. Olhava pra tela do celular e não sabia o que digitar, só pensava nela sozinha em casa podendo fazer alguma besteira.
Eu jamais imaginaria que algo assim tivesse acontecido, mas ai já era tarde, ela só sabia falar que eu não me importava com ela, que era melhor assim mesmo, me afastando, e eu querendo demonstrar que mesmo não querendo um relacionamento, me preocupava sim com a vida de outra pessoa. Começou a falar que está cansada de ser julgada, que antes estava em um relacionamento abusivo, que hora eu era muito legal, mas hora eu julgava ela demais, que não era pra ter pena se nem intenção de conhecer ela eu tinha e que só queria uma amizade sincera.
Pergunto se ela está bem, se está com alguémm, responde que está em casa com medo, sozinha, com medo de ir trabalhar. Pergunto se ela conversou com alguém sobre isso e diz que não, falo pra deixar eu pelo menos escutar ela, que poderia falar o que fosse e eu ia dar suporte para o que precisasse, só que ai ela volta a discutir sobre eu parar de falar com ela, que não tinha motivo pra confiar em mim e que eu não gostava dela.
Confesso que usei de chantagem, que se não falasse comigo eu entraria em contato com a mãe e/ou irmão pra contar aquilo que ela estava me falando pra poderem ajudar ela, que se eu não conseguisse ajudar, iria encontrar alguém que consegue. Meu maior medo nesse momento era dela fazer alguma besteira, suicídio ou me bloquear e sofrer sozinha. Já estava procurando sobre o que fazer numa situação dessas na internet, o que falar, o que fazer, mas é tudo resumido em não culpar a vítima (óbvio, nunca faria isso) e escutar, mas como escutar alguém que não tem mais vontade/confiança de falar com você?
É isso, não sei como/o que/quando/quem falar, se acredito nisso ou não. Só quero o bem dela, mas não sei o que é o certo a se fazer. Jamais me perdoaria de "abandonar" alguém numa situação assim, mas sei que eu não sou a pessoa certa pra ajudar, que a família seria a melhor opção. Preciso de ajuda.

Update: ela disse que conversou com alguém do trabalho e essa pessoa marcou médico pra ela. Elogiei, disse que era bom que ela conseguiu conversar com alguém, e que seria ótimo também ir na delegacia da mulher pra relatar o crime. Enviei o link do CVV - Centro de Valorização da Vida, disse que lá ela teria pessoas mais instruídas pra conversar, de forma totalmente anônima e que iriam ajudar ela se precisasse. Terminei com um "boa noite". Ela respondeu com um "Obrigada" e "Boa noite". Considero minha parte feita, não vou mais mandar mensagem. Sendo verdade a história do estupro, ela agora vai receber ajuda de quem pode ajudar mais do que eu. Sendo mentira, conseguiu estragar um dia da minha vida me sentindo mal e quase vomitando de ansiedade, mas vou sobreviver e ter história pra contar, e até evitar futuros problemas semelhantes.
submitted by internalerrorfixed to desabafos [link] [comments]


2020.10.05 16:24 Guiiuggot O festim dos corvos e A dança dos dragões

Precisava fazer um tópico para discutir sobre estes livros.
São os livros que mais sofrem hate dos fãs. Eu fico indignado. São os livros que mais gosto e vou defender até o fim.
Preciso que alguém me ajude a defender cada arco da história.
Mostrar que cada capítulo tem um motivo.
Acabei de reler os livros e eu já gostava deles antes, mas agora eu gosto muito mais. Esses dois livros são muito melhores na releitura, quando você já sabe o que vai acontecer na história e para e observa os detalhes maravilhosas da história. Parece que os fãs só querem coisas chocantes e reviravoltas a todo momento, sem ligar para a construção de mundo e desenvolvimento dos personagens. Foi justamente por isso que a série terminou onde terminou, não acham?
Os capítulos mais injustiçados são: Brienne, Samwell, Aeron, Arys, Tyrion, Daenerys, Quentyn.
Brienne: Um dos mais injustiçados, as pessoas dizem que acham chato, nada acontece, pulam os capítulos, acham irrelevantes, etc. Numa releitura percebemos o quão importantes são os capítulos dela. Ela está inicialmente indo procurar Sansa Stark sem saber onde procurar, mesmo podendo estar em qualquer lugar do mundo inteiro. As chances de encontrar ela são quase nulas. Neste caminho nós podemos ver as consequências da guerra, a vida dos plebeus, conhecer sobre a história de Westeros e casas menores. Conhecemos a ponta da garra rachada, Lagoa da Donzela, Valdocaso... A parte do septão Meribald e da ilha quieta é muito linda e emocionante e um discurso maravilhoso no final. Vemos o Cão de caça. Aparição do Gendry, descobrimos mais sobre a personalidade e vida pessoal de Brienne (o quão ela é boa, justa e inocente), inclusive descobrimos que ela é descendente de Duncan, o Alto. Temos a presença de Senhora Coração de Pedra. E a luta dela contra Rorge e Dentadas maravilhosa e assustadora. Temos também a rápida aparição de Shadrich que depois terá muita importância na história de Sansa no vale no próximo livro. Vemos também o Randyll Tarly, Podrick, Dick Crabb e suas histórias. Muito bom apreciar a natureza e muitas vezes os capítulos que parecem sem importância são repletos de dicas e foreshadowings que posteriormente farão mais sentido. Fico chateado quando alguém fala que não acontece nada nestes capítulos.
Arys: Pode parecer sem sentido nenhum ter um capítulo de um personagem quase sem importância e depois acaba morrendo. Poderia ser um capítulo de Arianne. Mas eu acho que serviu para mostrar a luta interna para manter os votos e também causar mais impacto na futura morte. Não consigo defender muito. Me ajudem a defender. Só sei que adoro qualquer pov novo.
Tyrion: Também amei o arco do Tyrion, esse livro foi ótimo para a história dele, sinceramente. Vemos o lado mais cinzento e até mesmo um pouco vilão de Tyrion. Eu amo Tyrion mais malvadinho. Depois do que a série fez com o personagem, transformaram ele em burro, bobo e sem graça, bonzinho e que se preocupa com o povo. Sério? Um dos personagens que mais mudou na série para mim. A inteligência do Tyrion na série foi se perdendo, a série sempre dizendo que Tyrion é a pessoa mais inteligente e não mostra isso. Nos livros ele continua tão inteligente quanto sempre. As conversas com Illyrio são ótimas, a viagem no rio Roine é maravilhosa, as cidades da antiga civilização roinar. Os homens de pedra e o mistério de porque eles passaram pela ponte duas vezes. As tartarugas são ótimas. A apresentação de Jon Connington, Aegon, Lemore e etc. Depois temos a passagem em Volantis e a viúva do cais. Moqorro, e Penny. Também adorei a parte de Yezzan zo Qaggaz e seus favoritos e Ben Plumm. Ele praticamente selou a futura dança dos dragões.
Daenerys: O arco de Meereen é muito bom nos livros. É muito julgado por ser intediante e por nomes difíceis. Eu digo que os fãs são muito racistas e eurocêntricos em relação aos enredos de Essos. Os nomes ghiscaris são geralmente chamados de Hazoo. Sério mesmo? Diminuir uma cultura inteira a nada? Queriam que os nomes fossem iguais aos westerosis? O arco de Meereen inteiro é muito bem construído e desenvolvido. Eu mesmo já falei que AMO os nomes ghiscaris. É luta de Daenerys para manter a paz e a própria luta interna entre o lado Mhysa e Fogo e sangue. Reclamaram de muitos personagens, mas não vejo ninguém reclamar de muitos personagens em Westeros. As pirâmides são lindas. Mostra os reflexos da abolição da escravidão. Mostram várias companhias mercenárias e como funciona uma guerra. Mostra como realmente é governar uma cidade. Como lidar com terrorismo e doenças. Dragões causando problemas. Casar com uma pessoa que você não gosta. E lembrar que ela é apenas uma adolescente e também tem desejos e por isso temos o Daario para nos mostrar isso. É desenvolvimento de personagem. Temos o capítulo da arena e o último capítulo dela que são maravilhosos. O capítulo do Xaro Xhoan Daxos é um dos meus favoritos, onde ele joga a realidade na cara dela e eu amo o jeito como Xaro tenta persuadir. Uma de minhas personagens favoritas de Meereen que é Galazza Galare (Graça Verde). O mistério de quem envenenou os gafanhotos. As aparições de Quaithe, Skahaz mo Kandaq e suas ambições e mostrar que temos várias famílias em Meereen e que elas tem história e uma pode odiar outra, não são todas iguais. Vemos as crianças nobres. As diferenças culturais. Tramas políticas são ótimas não só em Westeros. Melhora muito quando você já conhece os personagens e não confunde mais o Reznak mo Reznak e o Skahaz mo Kandaq.
Quentyn: Uma história tão legal que acaba em tragédia. O pessoal diz que é uma história sem importância. Mas eu tenho certeza que a morte dele terá muitas consequências futuramente. Serve para mostrar que nem sempre as aventuras dão certo. Enfim, tem um texto falando sobre o arco de Quentyn. Eu acho um personagem muito necessário.
Aeron: Nos mostra mais sobre a religião do Deus afogado, política das ilhas de ferro e basicamente nos mostrar Euron. Além de ser dono de um dos melhores capítulos dos livros: The Forsaken. Eu adoro este personagem.
Alguém está disposto a defender os capítulos de Samwell?
Estava pensando em reler todos os livros novamente desde o primeiro livro e comentar um por um aqui no subreddit. Já vi que isso acontece nos outros fóruns de fora. Será que teria engajamento? Ou ninguém participaria? O objetivo seria tomar o nosso tempo até chegar Os ventos do inverno, manter a mente afiada para o próximo livro e apreciar cada capítulo por mais chatos que possam parecer. Se não quiserem não tem problema. Só dando ideias.
Edit: Além de que é nestes livros que a escrita de George RR Martin está muito melhor. Com o passar do tempo acho que a escrita dele se desenvolveu muito (opinião).
submitted by Guiiuggot to Valiria [link] [comments]


2020.10.02 05:50 marciliwu O humor mainstream brasileiro é muito fraco.

Estava olhando essa comunidade maravilhosa, me deparei com um post mostrando o trailer do segundo Borat, de Sacha Baron Cohen... Aí me lembrei o quanto amo esse cara!! Como o humor dele é simplesmente genial! E a sorte que eu tenho por ter tido acesso a esse tipo de humor novinho ( por mais que seja obsceno kkkk ) Todo mundo gosta desse cara, ele não se importa com mídia, constrói seus personagens e fala altos absurdos encarnando essa galera, mesmo assim consegue ser engraçado e inteligente sem desrespeitar ninguém, acho que isso acontece porque o Sacha não é o tipo de pessoa que fala merda só pra chamar atenção, pelo contrário, a maioria das declarações dele como ele mesmo são sempre muito produtivas e pé no chão. Você nunca vai ver ele falando loucura nonsense em rede social ou sendo ofensivo diretamente a algum grupo social para tirar uma piada, ou simplesmente chamar atenção, se ele faz isso sempre é por meio de seus personagens e sempre com críticas sociais inteligentes embutidas... colocarei o link de dois vídeos para tirarem suas conclusões.
https://youtu.be/_FE7V_8CgmQ
https://youtu.be/nPnKxx8KXQw
Citei o exemplo do Sacha só para dar um panorama.
Agora quando se trata do humor mainstream contemporâneo por aqui, eu só consigo ver graça no Afonso Padilha e no Whindersson Nunes ( meu conterrâneo ) ( talvez tenha mais alguém só não vou lembrar ) Por mais que esses caras abordem temáticas bem pastelão, dou muito crédito pros caras por sempre saberem inovar em cima do mesmo assunto e serem engraçados sem desrespeitar ou ofender ninguém.
No entanto, quando olho as outras opções ou me deparo com pastelões exagerados e às vezes repetitivos e sem graça, ou me deparo com piadas extremamente apelativas e ofensivas ( que pra mim também são pastelões sem graça ), eu tentei assistir aquele Léo Lins na Netflix mas não aguentei 10 min, o cara simplesmente não sabe ser engraçado sem que tenha que ofender algum grupo social diretamente, e ainda intitula o bglh de a arte do insulto...
Aí fica fácil ser comediante, é só juntar um monte de comunidade, encontrar um "defeito" em cada uma, fazer um script para que a piada pareça criativa, e aí você tira risadas só porque as pessoas tendem a rir com polêmicas que pareçam bem exploradas, acho que porque são meio que presentes no nosso cotidiano e consequentemente no inconsciente coletivo.
Fora que as opções menos ofensivas ( que ainda apelam pra esse tipo de coisa ) são muuuuito sem graça, Danilo Gentili é um exemplo, o cara não fica um segundo sem mencionar o fato de que aquele narrador do programa dele que eu esqueci o nome é gordo, aí quando faz uma piada sem ofender alguém soa muito infantil e sem graça.
Precisamos de um humor mais produtivo!! Acho que essa história de "humor não tem limite" não leva nada pra frente, humor também faz parte da sociedade, porque não fazer do humor uma coisa produtiva e criativa e parar de apelar para as mesmas caricaturas sem graça e ofensivas, acho uma ótima ideia.
Sacha é um cara que fez um personagem gay, um ditador, um rapper burro, um jornalista do Cazaquistão que falava coisas como "Sério que por aqui para papapa com uma mulher tem que ter permissão?" E mesmo assim consegue tirar risada do público sem ofender ninguém, o cara só apresenta o absurdo e a galera dá risada, sem precisar apelar para simplesmente nada além da própria realidade.
E ainda consegue ser extremamente engraçado como pessoa só por ter uma noção muito boa de timing cômico e saber contar histórias como ninguém.
Precisamos de um Sacha!! Nosso humor é que nem nosso país, de terceiro mundo ( pelo menos o mainstream 🤷‍♂️ )
Queria saber o que acham sobre o tema. Também peço sugestões de humoristas bons que saibam produzir humor inteligente sem ofender ninguém, desde já obrigadow!! Enoes.
( Não citei que amo o humor antigo daqui, dava de pau na galera lá fora... Os trapalhões, Tiririca, Chico Anísio, Hermes e Renato, Casseta e planeta ai são tantos, esses caras sabiam fazer humor, até hoje racho o bico assistindo, enquanto na gringa ( nesse tempo ) eles estavam lidando com a fase do humor ofensivo, veja Chevy Chase por exemplo, o cara apelava demais!! Não é à toa que no fim de carreira ganhou o papel de um personagem racista numa série e acabou brigando com o diretor e saindo da produção por não gostar do personagem ( que foi feito baseado nele na vida real ) enfim, fica a indagação: a que ponto chegamos meu povo. por sinal, quem gosta desse tipo de humor, assistam essa série, Community o nome ( tem na Netflix ). Humor inteligentíssimo, é o tipo de série que assisto com minha irmã de 6 anos, minha mãe de 45 e mesmo assim todo mundo dá risada.
Acho que quando o pânico chegou mostrando que dava pra ter audiência com humor ofensivo e que objetificava a mulher foi que estragou o humor por aqui, agora estamos nessa escassez de humor criativo ( pelo menos na Tv )
submitted by marciliwu to brasil [link] [comments]


2020.09.29 17:05 Vedovati_Pisos Marketing Digital para Academias: Dicas para conquistar e fidelizar alunos

Com tantas opções de academias, fica realmente difícil se posicionar no mercado e atrair novos clientes. Neste post, trago algumas estratégias de Marketing Digital para conquistar e fidelizar clientes.
Os motivos pelo baixo número de matrículas ou pela desistência são muitos e seria impossível destacá-los um por um. No entanto, as estratégias que cito abaixo abordam as situações mais comuns que ocorrem nas academias.
Levando em consideração o fato que sua academia já possui uma boa estrutura, boa localização e de preferência um estacionamento – aprenda, no parking, no business (sem estacionamento, sem negócios) – vamos falar dos principais pontos a serem implementados para sua academia atrair e reter pessoas, pois nada adianta receber um grande número de matrículas e no outro mês perder metade dos alunos.
Digo boa estrutura, pois é o básico para dar suporte total aos alunos, a boa localização é um requisito importante, mas caso não seja um ponto forte, podemos contornar com uma boa estratégia de localização por meio da Internet, já o estacionamento é um plus que sua academia deve oferecer para facilitar a vida dos alunos.
Seja Encontrado (Conquistar)
Parece óbvio, mas muitos não fazem. Utilizar o Google como fonte de pesquisa é que o várias pessoas interessadas no seu negócio estão fazendo todo dia, toda hora, inclusive agora. São cerca de 16,5 milhões de pesquisas mensais relacionadas à ginástica, fitness, musculação, pilates etc. Se você não está inserido nesse meio, você está perdendo milhares de oportunidades. Então vamos ao que interessa.

Como ser encontrado?
Conteúdo
A Internet é fonte de informação e as pessoas buscam o tempo todo por respostas para suas dúvidas. Imagine quantas buscas existem sobre o tema “emagrecimento”. No site da sua academia, crie uma área para inserir conteúdo. Esta área funcionará como um blog, onde semanalmente ou diariamente, você irá fornecer informações relacionadas ao seu negócio. Aqui não há propaganda, não há venda, apenas informação.
Seu possível cliente quer informações e, quanto mais você der, maiores são as chances dele aderir ao seu negócio. O cliente precisa se sentir seguro da compra, por isso ele busca informações. Vamos a um exemplo. Uma pessoa está buscando um local para praticar exercícios físicos, então ela que saber qual o melhor esporte para ela, quantas horas ela deve praticar, entre outras questões. Neste momento ela não está buscando preços, nem equipamentos, ela quer informação. No momento que ela se sentir segura, ela vai até a academia e faz a matrícula. Não espere mais para ativar seu site e seja encontrado quando procurarem pelo seu negócio.
Tráfego
Compre tráfego. Indo direto ao assunto, esse é um ponto fundamental para ser encontrado pelo seu público. Procure por publicidade paga como Google Adwords e Facebook Ads, procure sites relacionados e compre espaço publicitário. Existem diversos sites que vendem tráfego, seja ele segmentado ou não. O tráfego segmentado é mais caro, mas acaba saindo um pouco mais caro.
Minha dica é, se sua academia já tem uma marca conhecida, vale a pena focar no tráfego segmentado (blogs e fóruns fitness), caso esteja dando os primeiros passos, tráfego indiferente (sites de download, de música, de filmes) pode ser uma boa opção. O Google Meu Negócio também é uma excelente ferramenta para ser encontrado e é gratuito. Lembra do ponto “localização” que falei no começo do artigo? O Google Meu Negócio vai te ajudar e muito.
Seja Diferente (Conquistar)
Primeira coisa, não se diferencie da concorrência pelo preço. Você deve ter muito mais a oferecer do que uma “pechincha”, o que pode até causar uma má impressão do seu negócio. Segundo, tenha um diferencial que seja realmente relevante para o seu público. De nada adianta super equipamentos, se não existem instrutores capacitados para guiar seus alunos. Tenha um diferencial claro e passe isso na hora de divulgar sua academia.
Tenha um Site Vendedor (Conquistar)
Agora que você já tem tráfego e possui um diferencial claro, vamos converter seus visitantes em clientes. Para aprofundar sobre o assunto Conversão é necessário um post completo que será produzido mais adiante, mas adianto pontos necessários para transformar seu site em um site vendedor.
Deixe clara a sua mensagem
Apesar do conteúdo que falamos anteriormente não citar preços e planos, seu site precisa deixar claro que por trás de toda a informação, existe uma empresa e que você vende algo, caso contrário o visitante sentirá enganado no momento que você tentar oferecer seu serviço.
Facilite o contato
Quem nunca entrou em um site e ficou perdido buscando telefone ou e-mail para contato? Por incrível que pareça, este é um erro comum do mundo digital. Para facilitar o contato do seu possível cliente, deixe fácil um telefone para contato ou um formulário de contato. Nada de formulário gigantes com nome, endereço, cpf, nada disso. Seja o mais simples possível no momento de colher os dados. Apenas o e-mail é essencial.
Guie seu visitante
Leve seu visitante até a parte principal do seu site, a área dos planos. A navegação deve ser fácil e seu site deve sempre levar o usuário à parte que mais lhe interessa. Quando o usuário entra no seu site ele quer saber de cara seu preço, para depois ver se compensa. Daí você tem 2 opções, mostrar o preço logo de início, fazendo o cliente optar se deve continuar ou não ou mostrar todas as vantagens do seu negócio através de um conteúdo detalhado e no final apresentar o preço ou até mesmo criar um vídeo, onde no final você vai apresentar seus planos. As duas formas são válidas e vão depender da forma que deseja trabalhar.
Crie um relacionamento (Fidelizar)
Outro ponto que parece óbvio, mas poucos fazem. Criar relacionamentos é difícil, muitas vezes por questões culturais do empreendedor. Vamos aos fatos, cliente entra na academia, você cria um bom relacionamento com ele, resultado: cliente satisfeito e fidelizado. Parece simples e realmente é, o problema é que poucos fazem. Por um lado isso é bom, pois agora você tem uma vantagem competitiva.
E como fazer para criar relacionamentos com seus clientes utilizando estratégias de marketing digital? A dica de ouro é: E-mail Marketing.
E-mail não está ultrapassado e sabendo fazer não será considerado Spam. Então, como fazer?
1 - Crie uma lista– No momento do cadastro peça o e-mail do aluno e faça uma planilha com todos matriculados
2 - Peça autorização para enviar e-mails– É aqui que você vai ter autorização ou não dos seus alunos para enviar conteúdo.
3 - Envie conteúdo interessante– Nada de enviar promoções e “panfletos digitais”. Isso é chato e pode ser visto como Spam. Escreva algo que realmente seja importante para o seu cliente. Dê dicas de alimentação, métodos de treino, melhores suplementos e mais uma infinidade de assuntos. Mas lembre, tenha bom senso e não envie e-mail diariamente. Um e-mail a cada 4 dias é o suficiente para manter seu aluno bem informado e satisfeito.
4 - Pergunte– Relacionamentos são diálogos e não monólogos, por isso peça a opinião e escute seus clientes. Envie e-mails com questionários curtos sobre melhorias na academia ou alguma pesquisa que esteja querendo fazer.
5 - Escute (Fidelizar)
Puxando o gancho no ponto anterior, escutar seus clientes é um fator importantíssimo para saber se você está fazendo certo ou errado. Já ouvi relatos de alunas que saíram da academia porque eram assediadas pelo professor. Pesado, mas acontece. A melhor maneira de descobrir isso é criando um formulário no seu site para reclamações e sugestões.
Você também pode implantar uma caixa de sugestões na sua academia, mas muitos veem como perda de tempo, pois acham que ninguém vai ler, por isso é seu dever deixar bem claro que faz parte dos valores da sua empresa levar a sério a opinião dos clientes.
Personalize (Fidelizar)
Esta dica é matadora e é aqui que iremos oferecer ao cliente exatamente o que ele necessita. Existem pessoas que frequentam a academia durante anos e nunca receberam um atendimento diferenciado e, por conta disso, recorrem a outra academia.
Mas na sua academia será diferente. Você DEVE tratar seus clientes de forma diferenciada, pois cada um tem um objetivo diferente. Existem várias formas de personalizar seu serviço, mas essa parte criativa vou deixar com você, vamos citar alguns pontos que você deve seguir.
• Cliente VIP– Todo mundo gosta de ser tratado de forma VIP, por isso crie um cadastro VIP para seus clientes especiais, aqueles que trazem mais retorno para o seu negócio. Os clientes VIP terão vantagens extras, como treinamento personalizado, dicas exclusivas, entre outros benefícios.
• Programa de Fidelidade– O programa deve ser muito mais do que um programa de descontos. Deve oferecer benefícios reais e que sejam de interesse do aluno.
Falamos aqui sobre alguns pontos cruciais para se ter sucesso no seu negócio e aumentar os lucros da sua academia. São coisas fáceis de serem implementadas e podem começar logo que você terminar de ler este artigo.

https://www.vedovatipisos.com.bnoticias-artigos/marketing-digital-para-academias/
submitted by Vedovati_Pisos to u/Vedovati_Pisos [link] [comments]


2020.09.25 22:10 AJGolias Prazer em provocar Parte 2

Para contextualizar aqui esta a primeira parte do relato.

À algumas semanas estamos trabalhando a toque de caixa, devido a pandemia os estagiários foram dispensados, então o serviço debruçou sobre nos...
Como relatei em outra postagem, estava em grande duvida se minha chefe estava me provocando, por um tempo me afastei e dediquei ao trabalho, mas ela continuou indo ao trabalho da mesma forma usual de sempre, eu apenas me mantive distante, ate a decisão da empresa em demitir os estagiários e agora divide a sala eu a chefe e uma supervisora.
A supervisora ja é uma mulher de mais idade, tem seus cinquenta e poucos anos, mas pelo que vemos foi uma mulher bem vivida, inclusive ela conta coisas que ela fez na adolescência em Niterói-RJ e isso acabou abrindo a janela para de vez em quando elas relatarem aspectos da vida pessoal e amorosa.
Agora a pouco conversando com ela, ela me perguntou sobre a chefe... "AJ e você e a chefe, como é o relacionamento de voces"
respondi que era meramente profissional, ela riu e disse "disso eu sei, mas o que voce pensa dela"
pensei em relatar o ocorrido mas não disse nada, apenas falei "ela é um mulherão da porra né? sorte do homem que navega nestes mares" eu aproveitei o ponto e perguntei.... "porque, ela falou algo de mim?"
ela riu, olhou para os lados e disse, "foi porque um dia ela me perguntou algumas coisas sobre voce", então perguntei sorrateiramente "quais coisas".
"ela me perguntou como é seu relacionamento com outras funcionarias, se você é mais saidinho, ou introspectivo, ela me contou que te viu umas vezes olhando para o decote dela, rsrs eu falei que todos os homens do andar ja devem ter olhado, ela tem um corpo bonito ne AJ"
concordei com a cabeça, fiz uma cara de "é pois é ne?" então vi ali a chance de tirar mais umas informações.
"homem é difícil né? tem dia que a gente tenta disfarçar mas não dá" foi então que ela soltou.... "eu acho que ela gosta que você olhe pra ela...segunda feira quando vc soltou aquele "nossa" ela ficou bem mais radiante o dia inteiro.
Nessa segunda que ela relatou ela veio com uma saia... um salto não muito alto, e uma camisa social que estava bem mais solta do que o normal, cabelos amarrados apenas por um coqui.. e o oculus, nem preciso relatar aqui o que esse tipo de vestimenta faz com um homem.... neste dia foi quase impossível não olhar o decote e a saia que ela estava usando que estava justa, mas não vulgar, e provavelmente ela não estava de calcinha, porque não marcava....deus que bunda linda, quando ela entrou na sala eu soltei um "nossa" que eu queria ter dito a mim apenas mentalmente mas escapou.
Na hora do almoço decidi pedir alguma comida e comer ali mesmo, para minha surpresa ela fez o mesmo, só que eu fiquei na varanda do escritório, e ela na copa, depois disso decidi ir ao terraço para fumar um cigarro, sentei acendi, e fiquei olhando para aquele sol escaldante que estava fazendo... de repente a porta abre, e la vem ela de cabelo solto, senta do meu lado e fala...."que coisa feia menino, fumando... vou contar pra todo mundo (maioria das pessoas do escritório não sabem que eu fumo, e fumo raramente) então ela me pediu um trago tirou os pés do salto, ABRIU MAIS DOIS FUCKING BOTOES DA CAMISA DANDO PARA VER ATE A PARTE INTERNA E PARTE DO SUTIAN, nesta hora eu quase engasguei com a fumaça, fiquei de todas as cores possíveis, acho que ela viu e disse, "me desculpe AJ, mas esta muito calor, mas nessa idade você já viu mulheres com decotes né?" e riu... ali conversamos um pouco sobre as coisas do trabalho, sobre estarmos trabalhando muito, mas eu não conseguia não olhar para os seios dela, maravilhosos, e ela tinha uma marquinha de bronzeamento, decidi ser um pouco mais saidinho e disse, "e pelo jeito a senhorita estava pegando um sol né?" ai ela "eu não sou tão fã não, mas este aqui ficou bom" pensei que ela iria dar uma puxada na camisa pra eu ver mas não fez, comecei a ter uma ereção então levantei com a desculpa de esticar um pouco, só que ela disse que era uma boa ideia, chegou ate o parapeito e deu uma alongada, ali na minha frente, descendo mais do habitual vi todo o decote, depois ela ficou de costa e alongou de novo, nessa hora dei uma respirada funda.... e ela riu e disse, "AJ, você não anda vacinando não?" entendi a referencia e disse... "tem umas coisas que não importa o quanto de remédio você tome, nunca será o bastante" então ela falou que tendia a concordar comigo. e que poderia ser males sociais da pandemia, aproveitei o gancho e fui saber mais sobre a historia dela, ela não se abriu tanto mas disse que tinha arranjado um "boy magia" mas ela achava que não tinha futuro, quase perguntei o motivo de ela separar, mas decidi deixar para outra ocasião, então ela sentou, fiquei olhando para aquele decote por alguns breves segundos antes de ela fechar o decote e colocar o sapato e ajeitar o coque, então fomos voltar ao escritório, quando o elevador chegou ela disse, "entre primeiro" achei estranho e fui... então ela falou, não vou ficar importunando o seu subconsciente, nesta hora tive a redenção e disse... "too late my lady, too late" ela abriu um sorriso de estranhez mas com satisfação apertou o numero pra descer, o que ocorreu é que ali estava com uma ereção monstra, e comecei a suar... então ela me perguntou se eu estava bem, eu disse que estava, e quando olhei para baixo, minha calça estava marcada grotescamente por causa da ereção, ela viu, fez uma cara de satisfação e disse... olha você esta precisando urgentemente de diversão... e deu uma risada gostosa, chegou no andar falei para ela apertar o botão S1 da garagem porque não poderia entrar ali daquela forma, ela apertou o botão e desembarcou... e eu fui para a garagem.... chegando na garagem pensei seriamente em ir no banheiro que tem ali e fazer 5x1, mas me controlei, respirei, então ela liga falando que podia subir que não tinha quase ninguém no departamento....então voltei ao escritório, o resto do dia ela ficava rindo do nada, com uma cara lerda, e foi embora mais cedo dizendo que precisava ir a academia.....
A supervisora não sabe desse ocorrido, e provavelmente apenas o porteiro viu a gente no elevador....
Ri porque a supervisora soltou um "cavalo amarrado sonha com pastar em local diferente" e realmente é isso, ela realmente gosta de provocar e deve se sentir maravilhosa com tudo isso.....
Assim que aparecer algo relevante eu posto aqui, me desculpem o relato longo, mas é isso ai.
submitted by AJGolias to sexualidade [link] [comments]


2020.09.22 19:39 zerasoviet Como se preparar para uma conversa que vai pôr fim a um relacionamento que você quer manter?

Ontem eu havia feito um relato aqui sobre um relacionamento que eu tô tendo com uma menina que, apesar de dizer que me ama e ter dito que me quer por perto, acha que só gosta de meninas (pra deixar claro, eu sou um cara). O fato é que eu amo muito ela, como nunca havia amado alguém antes; uma das pessoas mais incríveis que já conheci. Ela tá passando por um processo de confusão e crise por ter que repensar sua sexualidade, mas percebo que as coisas tão se encaminhando para ela compreender que é lésbica e não bi (Ou temporariamente lésbica, explico mais pra frente). O que acontece é que hoje ela disse que a gente precisa conversar, e eu tenho certeza que é pra gente terminar.
Cara, eu imagino como deve ser fudido perceber que sua sexualidade não tá resolvida. Na verdade, nunca tá, né? A gente pode sempre se surpreender. Mas enfim, esses momentos de crise são fodas, e consigo ver que não tá sendo fácil pra ela. Mas algumas coisas me deixam encabulado, talvez pelo fato da gente aprender a conceber as relações pelo filtro do machismo e, consequentemente, não saber lidar direito com a rejeição. Vamos ao ponto, na primeira vez que ela disse que talvez só goste de meninas - que, por sinal, foi há dois dias - ela também me disse que eu não sou o primeiro cara com quem ela passou por isso, e que quando tá com meninos sente falta de meninas e vice-versa. Mas o que fode minha cabeça nisso tudo é que ela já namorou por muito tempo, mais de um ano, com homens, e pelo que sei não teve nesses relacionamentos duradouros a crise da sexualidade; O que me faz pensar: será que ela realmente gosta de mim? Tipo, se fosse um amor de verdade, a sexualidade não seria um coisa tão grande assim, mas posso estar totalmente enganado. Aí surgem aquelas inseguranças de que eu não sou bom o suficiente, de que se eu tivesse feito algo diferente (não sei o quê) não estaríamos nessa situação; como se a cada passo que eu dou perco ela mais e mais, a gente começa a rever e a duvidar de tudo em nós e na nossa capacidade de amar e se fazer amado.
Enfim, ela vem em casa hoje ou amanhã para a gente conversar. E enquanto aguardo minha ansiedade parece que vai me matar. Eu tô fazendo o exercício de me preparar para o pior e entender que esse é o fim de um ciclo na minha vida, mas lá no fundo tem aquela parte da gente que acredita ilusoriamente que tudo vai dar certo, eu queria poder matar essa parte. É triste, a sensação de incapacidade e o vazio que eu tô sentindo é muito grande, tô perdendo a pessoa que mais amei na vida e não posso fazer nada, só sei chorar. Muita confusão e ideia errada na minha cabeça, por mais que eu pense racionalmente que essas coisas tão fora do nosso controle, não consigo entender certas coisas. Até então nosso relacionamento tava ótimo em todos os sentidos (ele só durou 6 meses), e há dois dias ela me fala isso, sem ter dado nenhuma pista antes. Eu sei que essas coisas não vêm do nada na gente, mas ela fez parecer pra mim que sim, como se tivesse tentado manter isso escondido nela. O que me deixa mais frustado e triste ainda, porque ela escondeu de mim que não tava sendo feliz e me fez acreditar que sim.
Dado tudo o que falei acho que não tem uma resposta pra essa pergunta do título, só me resta aguardar. Mas colocar esses pensamentos pra fora já ajuda a gente e muito. Quero aproveitar pra dizer que vocês dessa comunidade São incríveis, uma rede de pessoas se ajudando de uma forma muito linda. É isso, perdão se o desabafo foi prolixo e insosso. Mas lembremos a importância de passar pelo luto e que na vida nada é pra sempre, que as coisas sempre passa e recomeçar é nossa forma de estar no mundo.
Beijos e abraços!
submitted by zerasoviet to desabafos [link] [comments]